21.7 C
Timbó
sexta-feira, 24 de maio de 2024

Dengue: estratégias de combate e prevenção

Data:

O município de Timbó e o estado encontram-se em alerta máximo diante da ameaça da dengue, uma enfermidade viral transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti, que não faz distinção de idade, exigindo atenção especial para grupos vulneráveis.

Em Timbó, o aumento alarmante das áreas infestadas pelo mosquito Aedes aegypti levou à caracterização da transmissão como epidêmica e à classificação do município como infestado, resultando na declaração de Situação de Emergência e na desativação das armadilhas. A partir de agora, os agentes da Secretaria de Saúde de Timbó intensificarão as inspeções, alcançando 100% dos imóveis até o terceiro pavimento, inclusive as coberturas.

- Publicidade -

É fundamental enfatizar que o mosquito Aedes aegypti é o vetor da dengue. Os sintomas da doença podem variar de níveis leves a graves, incluindo febre elevada, dores musculares e articulares intensas, cefaleia, dor ocular, erupções sistêmicas e fadiga extrema. Em situações mais críticas, a dengue pode evoluir para complicações graves, como sangramento, disfunção de órgãos e estado de choque.
A Secretaria da Saúde do município de Timbó conta com um espaço para atendimento de pessoas com sintomas da dengue: o Centro de Atendimento para a Dengue (CAD). Ele está instalado no Centro Evangélico Luterano, desde o dia 5 de março, com previsão de atender por 120 dias.

Assim, conforme os profissionais da Secretaria da Saúde também já anunciaram, a porta de entrada para as pessoas com sintomas de dengue (febre alta com dor no corpo, dor atrás dos olhos, mal-estar e fraqueza), mas que não possuem nenhuma comorbidade será a Unidade de Saúde de Família (USF) do bairro.

Já os pacientes que pertencem ao grupo com condições clínicas especiais, em risco social ou com alguma comorbidade, devem se dirigir diretamente ao CAD para avaliação clínica. Estão neste grupo as lactentes (até 24 meses), gestantes, adultos com 65 anos ou mais, hipertensos ou que tenham alguma outra doença cardíaca grave, diabéticos mellitus, pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asmáticos, obesos, pacientes hematológicos crônicos, com ácido péptica, doenças hepáticas ou com doenças autoimunes.

O Centro de Atendimento para a Dengue de Timbó (CAD), que fica junto ao Centro Evangélico Luterano Cristo Redentor, ao lado da Igreja Matriz Luterana, rua Professor Július Scheidemantel, 332, Centro, atende de segunda a sexta-feira, das 7h30min às 16h30min, sem fechar para o almoço.

A prevenção desempenha um papel crucial na luta contra a dengue. Medidas simples, como o uso de repelentes, instalação de telas em portas e janelas e o uso de vestimentas que protejam o corpo, podem ajudar a reduzir o risco de picadas de mosquito. A eliminação de possíveis criadouros, como recipientes com água parada, é igualmente vital para conter a proliferação do Aedes aegypti.
Profissionais da área da Saúde ressaltam a importância da conscientização e da participação ativa da comunidade no combate à dengue, destacando que a prevenção é uma responsabilidade compartilhada por todos.

Também é possível realizar denúncias de possíveis focos do mosquito: ligue ou envie mensagem de WhatsApp: (47) 3380-7254.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui