23.3 C
Timbó
quarta-feira, 24 de abril de 2024

“O Legado do 20º Grupo Escoteiro de Timbó”

Data:

“Se você acredita que é possível ter uma vida perfeita, estará fadado à frustração eterna. Altos e baixos, alegrias e tristezas, entusiasmo e decepção são partes intrínsecas da nossa existência. Devemos sempre nos esforçar para melhorar e nos alegrar com nossas conquistas. Muitas pessoas devem a grandeza de suas vidas aos desafios que tiveram que superar”. Com as palavras do fundador do movimento escoteiro mundial, Robert Baden-Powell, o diretor-presidente do 20º Grupo Escoteiro de Timbó (GET), Gustavo Debona, fala sobre a importância das atividades e ações do Grupo ao longo destes 53 anos de existência.

“O Legado do 20º Grupo Escoteiro de Timbó”
“O Legado do 20º Grupo Escoteiro de Timbó”

Segundo Debona, “o 20º Grupo Escoteiro de Timbó completa uma jornada de 53 anos, iniciando o ano com uma série de atividades. O GET iniciou suas atividades no dia 17 de fevereiro com a abertura geral, evento significativo que acontece no primeiro encontro de cada mês, especialmente significativo por marcar o início do ano. Nesta abertura participam todas as seções, sendo uma delas responsável pela organização e etapas, seguindo a sigla IBOA (Inspeção, Bandeira, Oração, Avisos), seguida da entrega de distintivos especiais aos jovens. Em uma cerimônia marcada pela emoção e reflexão sobre o caminho rumo à conquista, foram entregues dois distintivos do Cruzeiro do Sul nas atividades de fevereiro e março. Os Lobinhos Alice Teske e Laura Gessner receberam seus distintivos, e o Escoteiro Victoria Stolf recebeu o Ouro Liz.”

- Publicidade -

O movimento escoteiro não existiria sem liderança, pois os líderes escoteiros são responsáveis por transmitir conhecimento, experiência e habilidades para a vida aos jovens. Essa experiência, medida em anos, foi reconhecida no início deste ano, quando as Chefes: Andreia Neves e Claudete Butzke, juntamente com os líderes Fernando Escolaro, Glauco Klitzke e Gustavo Debona, receberam a medalha de cinco anos de serviço no 20º GET.
Um dos primeiros momentos do 20º GET é o ACHEDI, acampamento de lideranças e diretorias, evento com reuniões e dinâmicas de grupo para alinhar os cronogramas das seções e fazer projeções para o ano.

“O Legado do 20º Grupo Escoteiro de Timbó”
“O Legado do 20º Grupo Escoteiro de Timbó”

Debona relata que “no início de março tivemos também a assembleia geral para apresentar as atividades, o trabalho realizado e os resultados de 2023. A participação dos pais e familiares foi significativa, demonstrando confiança e interesse no Movimento Escoteiro. Importante ressaltar que o escotismo não se limita aos sábados; é fundamental que os jovens apliquem o que aprendem no seu dia a dia. A presença dos pais para estimular a prática de bons hábitos e o aprendizado do Movimento Escoteiro é de extrema importância neste momento, etapa da vida do jovem. Ensinamos muito no Movimento Escoteiro, mas sem a insistência dos pais para que os jovens dediquem tempo à prática escoteira fora da sede, o trabalho realizado pelos dirigentes não terá o mesmo efeito”.

Debona acrescenta: “neste início de ano já tivemos muitas aventuras e atividades. O Movimento Escoteiro baseia-se na interação entre os indivíduos e a natureza, utilizando seus recursos para a sobrevivência. Nossa cidade tem muitos recursos naturais a serem explorados, como o rio dos Cedros, que passa próximo a nossa sede.

Anualmente, descemos o rio com os escoteiros e tropas superiores em diferentes meses do ano. Antes de levar os jovens ao rio, parte da liderança do 20º GET desce, uma oportunidade para os membros da Tropa Escoteira Siegfried Pollmann que em suas jangadas aventuram-se em desvendar a descida do rio. Observo que são tomadas todas as medidas de segurança para esta atividade. Além de ser uma aventura extraordinária para os jovens, é uma forma de os aproximar deste magnífico recurso natural. Estar no rio permite observar os pequenos afluentes, as áreas erodidas pelas enchentes, os animais ribeirinhos e, infelizmente, a poluição. Embora não seja intolerável, a poluição é um alerta para a nossa vigilância, pois é um rio importante para a nossa cidade e não podemos ser negligentes!”

Debona relata ainda que “o Clã Pioneiro desenvolveu um plano de combate aos criadouros do mosquito da dengue, começando com fiscalizações em nossa sede e nas instalações do Jardim Botânico, com o objetivo de conscientizar ainda mais nossos jovens, lideranças e pais sobre a eliminação de possíveis criadouros do mosquito”.

O diretor-presidente deixa o seguinte convite: “venha conhecer o Movimento Escoteiro e fazer parte de um mundo melhor. O 20º GET realiza suas atividades aos sábados, das 14 às 15h, na Rodovia Tercílio Marquetti, 1970, em frente ao Jardim Botânico de Timbó”.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui