15.6 C
Timbó
domingo, 21 de julho de 2024

Copom deve manter juros, na opinião de analistas

Data:

Copom deve manter juros, na opinião de analistas
A expectativa foi divulgada pelo Banco Central …

Thomas Erbacher

BRASÍLIA (Agência Brasil) – O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central deve manter a taxa básica de juros, a Selic, em 13,75%, na reunião que começa hoje (9) e termina na próxima quarta-feira. A expectativa foi divulgada pelo Banco Central, que toda semana reúne projeções de analistas para os principais indicadores da economia.

Na última reunião, em outubro, depois do agravamento da crise financeira internacional, o Copom optou por manter a Selic. Para o final do próximo ano, no entanto, os analistas mudaram a projeção de 13,5% para 13,25%. A taxa básica de juros é o principal instrumento do Banco Central para controlar a inflação. A meta para este ano é de 4,5%, com margem de dois pontos percentuais para mais ou para menos, ou seja, o limite superior da meta é de 6,5%.

- Publicidade -

A inflação oficial é medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que para os analistas de mercado deve fechar o ano em 6,2% e não mais em 6,35% como previsto na semana anterior. Para 2009, a estimativa foi ajustada de 5,25% para 5,20%. Para o Índice de Preços ao Consumidor, medido pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (Fipe) da Universidade de São Paulo (USP), a estimativa passou de 6,58% para 6,5% neste ano e foi ajustada de 4,72% para 4,77%, em 2009.

Quanto aos preços administrados por contrato, a projeção foi mantida em 3,61% em 2008 e aumentou de 5,39% para 5,4% no próximo ano. Esse indicador regula os valores cobrados por serviços monitorados (combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento, transporte urbano coletivo e outros). Para o mercado atacadista, a projeção do Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) caiu de 10,8% para 10,74%, neste ano, e foi mantida em 5,8% em 2009. A estimativa para o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) caiu de 10,55% para 10,51%, neste ano, e de 6% para 5,85%, em 2009.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui