15.9 C
Timbó
sexta-feira, 19 de julho de 2024

Especialistas avaliam valor do salário mínimo para 2009.

Data:

Especialistas avaliam valor do salário mínimo para 2009.
Lei de Diretrizes Orçamentárias deverá ser votada até a próxima quarta-feira. …

Thomas Erbacher

BRASÍLIA (Agência Brasil) – A LDO deverá ser votada até a próxima quarta-feira. A elevação do salário mínimo de R$ 415,00, em 2008, para R$ 453,67, em 2009, acarretará despesa extra no Orçamento da União de R$ 800 milhões, segundo a relatora do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o próximo ano, senadora Serys Slhessarenko (PT-MT). Ela destacou que o valor aprovado está acima da proposta do Poder Executivo, que pedia o reajuste para R$ 449,97 e que não houve dificuldade para a aprovação de valor superior.

Segundo a senadora, não foi feita qualquer emenda sobre este item da proposta, durante a votação na Comissão Mista do Orçamento (CMO). A LDO deverá ser votada até a próxima quarta-feira, véspera do início do recesso parlamentar constitucional do meio do ano. Caso a matéria não seja decidida até esse dia, os senadores e deputados não terão direito a recesso até a conclusão da votação, na CMO e no plenário do Congresso Nacional, reunido conjuntamente.

- Publicidade -

Serys Slhessarenko destacou que ?conseguir um pouco mais para o valor do salário mínimo foi importante, uma vez que ele serve de base para o cálculo da Previdência, do seguro desemprego e de todos os benefícios vinculados à Lei Orgânica da Assistência Social?. Mesmo que a inflação chegue a 6,5% no ano, como está sendo projetado para 2008, o salário mínimo terá tido aumento real de 2,6%, – disse a senadora. As negociações em torno da fixação do novo mínimo, segundo a senadora, ?contaram com a habilidade do presidente da CMO, deputado Mendes Ribeiro, na coordenação das discussões com as bancadas, permitindo uma aprovação sem transtornos?.

Outro ponto importante aprovado, que mereceu destaque pela relatora da LDO é que, a partir do próximo ano, o Sistema S – que congrega entidades de assistência aos trabalhadores da indústria e do comércio – terá que demonstrar o uso dos recursos das empresas que o governo lhes repassa, através de disponibilização de informações pela internet. Ela mencionou também a redução de gastos para 2009, decidida pela CMO, com passagens, hospedagens, diárias, despesas com publicidade e locomoção em geral, que, no próximo ano, deverão ter redução de 10% em relação ao que foi gasto em 2008.

Quando o salário foi instituto este ano a carne de primeira custava entre R$ 5 e R$ 6 e a de segunda R$ 3,00. Hoje, a carne de segunda está entre R$ 10 a R$ 12 e a de primeira entre R$ 15 e R$ 20. O arroz de boa qualidade, que custou até R$ 4, é vendido hoje entre R$ 10 e 13, lembram os especialistas.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui