18.7 C
Timbó
sexta-feira, 21 de junho de 2024

Exportações catarinenses têm crescimento de 20% até setembro.

Data:

Exportações catarinenses têm crescimento de 20% até setembro.
As exportações catarinenses aumentaram 23,96% no mês de setembro. …

Thomas Erbacher

FLORIANÓPOLIS – As exportações catarinenses aumentaram 23,96% no mês de setembro em relação a setembro de 2007 e 20,08% no acumulado dos nove primeiros meses do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo levantamento divulgado pela Federação das Indústrias (Fiesc), as importações registraram crescimento bem mais forte na mesma comparação, de 94,83% em setembro e de 71,28% no acumulado.

Com isso, a balança comercial catarinense registrou déficit de US$ 42 milhões no mês de setembro, a exemplo do que já ocorreu este ano em janeiro e agosto. Mesmo assim, nos nove primeiros meses do ano o saldo entre exportações e importações está positivo em US$ 373,3 milhões, uma redução de 80,18% sobre o US$ 1,88 bilhão registrado no mesmo período de 2007.

- Publicidade -

Nas vendas externas do Estado, tiveram os maiores crescimentos entre janeiro e setembro produtos ligados ao setor agropecuário, como as carnes e miudezas de frango (alta de 54,20%), produtos industrializados de frango (aumento de 30,48%), carnes suínas (avanço de 49,73%) e fumo (mais 36,38%). Entre os dez grupos de produtos mais exportados pelas empresas catarinenses, sofreram queda nos embarques os móveis de madeira (-10,29%), grãos de soja (-31,79%) e produtos cerâmicos (-3,34%).

Entre os principais destinos dos produtos catarinenses no exterior, o destaque ficou por conta do Japão, que, com uma alta de 88,86%, passou de quinto para terceiro maior cliente de SC, chegando a US$ 426,9 milhões em compras. Os Estados Unidos, apesar da queda de 9,10% no acumulado do ano, continuam sendo o principal destino dos embarques de SC, com US$ 883,3 milhões, seguidos pela Holanda (US$ 432,7 milhões), o Japão, a Argentina (US$ 421,5 milhões) e a Alemanha (US$ 299 milhões).

Os insumos para a indústria se mantêm entre os produtos mais importados, tendo a frente os catodos de cobre refinados (US$ 741,6 milhões). Apresentaram os maiores crescimentos os pneus novos para ônibus, caminhões e automóveis (US$ 144,3 milhões, com alta de 221%), fios de cobre refinados (US$ 126,6 milhões, com aumento de 680%) e fios de algodão (crescimento de 492%, chegando a US$ 66,3 milhões).

A China continua multiplicando as vendas para Santa Catarina. Entre janeiro e setembro, o incremento foi de 89,32%, para US$ 1,16 bilhão. Na seqüência ficou o Chile (US$ 771,1 milhões), a Argentina (US$ 698,8 milhões), os Estados Unidos (US$ 513,4 milhões) e a Alemanha (US$ 277,5 milhões). O maior crescimento entre os principais fornecedores do estado foi da Índia, com alta de 308,6%, para US$ 212,6 milhões.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui