21.2 C
Timbó
segunda-feira, 20 de maio de 2024

Motores elétricos auxiliam na alta produção de café e economia do setor

Data:

Os motores mais eficientes oferecem uma alternativa ecológica e econômica para atender às demandas específicas do setor cafeicultor

Parte da cultura nacional há mais de dois séculos, o café é uma paixão nacional, apreciado por 97% dos brasileiros, segundo dados do Instituto Agronômico (IAC). Como o maior produtor e exportador do grão no mundo, o Brasil tem a safra deste ano estimada em 58,08 milhões de sacas beneficiadas, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Diante da importância do café para a cultura e economia nacional, é essencial que o setor busque cada vez mais eficiência operacional para manter a competitividade e promover um crescimento sustentável.

- Publicidade -

Aprimorar as práticas agrícolas no campo, garantir a produção e qualidade nos processos é um desafio que tem sido amparado pela tecnologia nos equipamentos, como motores elétricos. “Esses motores eficientes são necessários desde o cultivo até a colheita do café, pois impulsionam o bom funcionamento de descascadores, transportadores, secadores, moedores e trituradores”, explica Drauzio Menezes, diretor da Hercules Motores Elétricos, ressaltando que hoje o setor pode contar com uma série de benefícios que atendem demandas específicas da indústria cafeeira, como motores com classe de isolamento F, que suporta até 155 ºC e motores customizados, desenvolvidos conforme a necessidade de aplicação.

Foto/Divulgação

Segundo Menezes, os motores elétricos, como os trifásicos IR3 da Hercules que possuem rendimento premium, conforme a atual regulamentação do Brasil, têm um fator de serviço de até 1,25, que proporciona segurança em seu funcionamento, o que pode reduzir paralisações e garantir a continuidade da produção. “Com esse fator de serviço, é como se o motor proporcionasse uma potência reserva de 25% a mais, garantindo a capacidade de lidar com cargas de trabalho variáveis e exigentes”, detalha.

Devido à alta eficiência, os motores elétricos são aliados na redução dos custos operacionais, pois consomem menos energia, o que contribui para diminuir as contas de eletricidade nas fazendas e empresas de café, tornando a produção mais econômica e competitiva. “Além disso, os motores com carcaça em alumínio oferecem uma dissipação de calor superior, são mais leves e mais sustentáveis. Com uma vida útil longa e necessidade reduzida de manutenção em comparação com os motores a combustão, os motores elétricos representam uma escolha mais ecológica e economicamente vantajosa para as exigências do setor cafeicultor”, completa o diretor da Hercules.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui