21.1 C
Timbó
quarta-feira, 12 de junho de 2024

Preços em Blumenau registram queda de 0,06% em maio

Data:

Preços em Blumenau registram queda de 0,06% em maio
Preços em Blumenau registram queda de 0,06% em maio …

Cleiton Baumann

BLUMENAU – Pelo terceiro mês consecutivo os preços que determinam o custo de vida em Blumenau tiveram uma variação negativa.  O Índice de Variação Geral de Preços (IVGP) do mês de maio foi de – 0,06% baixando também a variação acumulada nos últimos 12 meses para +3,71%, o que configurou um cenário otimista previsto pelo Instituto de Pesquisas Sociais da Furb, que mensalmente realiza a pesquisa e a análise dos cenários.
A maior baixa verificada no período de 1º a 31 de maio foi no grupo de alimentos semi-industrializados, com variação de -4,87% enquanto que a variação mais alta foi do fumo, em +9,81%. O preço da Cesta Básica também reduziu no período em -2,50, levando o custo total atual para R$ 204,98.
Foi analisado o comportamento de preços de 580 itens de produtos e serviços, organizados em 25 subgrupos e as variações apresentaram a seguinte distribuição: 11 subgrupos registraram alta, sete permaneceram estáveis e sete subgrupos variaram negativamente. 
Segundo analisa o professor Pedro Paulo Wilhelm, a taxa mensal equivalente ao acumulado dos últimos 12 meses continua em queda e converge para o nível de +0,30%/mês em junho e a taxa equivalente ao acumulado dos últimos seis meses também está com tendência de baixa e converge para o nível de 0,10% em junho.
Ele explica que “caso esta tendência persistir até junho, a inflação acumulada nos 12 meses deverá baixar significativamente e se situar entre +3,3% e +3,8%, enquanto a inflação acumulado nos seis meses deverá se situar entre +0,3% e +0,7. Portanto, o cenário otimista dominou neste 1º semestre, revertendo significativamente o índice de inflação que se manteve acima de +8% durante 2008”. 
As altas de destaque do mês foram registradas no fumo (+9,81%), gás (+7,69%), serviços de recreação (+5,83%), serviços médicos (+1,60%) e eletrodomésticos (+1,14%). Já as baixas de destaque no mês aconteceram nos alimentos semi-industrializados (-4,87%), produtos de panifício (-2,43%), produtos de higiene (-1,97%), alimentos industrializados (-1,13%), e materiais de escritório (-0,95%).

Cesta Básica foi mais barata
Com um custo total de R$ 204,98 em maio, a Cesta Básica ficou mais barata em relação aos mês de abril na ordem de – 2,50% no período. A variação acumulada nos últimos 12 meses é de +5,23%. De acordo com a análise do IPS da Furb, se for considerado o aumento do salário mínimo em fevereiro (R$ 465,00), e se comparado com o mesmo período do ano anterior, verifica-se que a relação entre o custo da cesta e o valor do salário mínimo melhorou, pois esta relação era de 46,94% em maio do ano passado e neste ano é de 44,08%.

As principais variações no custo da cesta no ano foram:

Altas:

- Publicidade -

café moído (+20,30%),

batata inglesa (+17,89%)


Baixas:

feijão Preto (-16,67%),

tomate (-15,91%),

açúcar (-10,0%),

leite(c) (-7,1%)

farinha de trigo (-5,41%)

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui