29.2 C
Timbó
segunda-feira, 22 de abril de 2024

Prévia da inflação oficial fica em 0,30% em outubro.

Data:

Prévia da inflação oficial fica em 0,30% em outubro.
Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). …

Thomas Erbacher

RIO DE JANEIRO (Agência Brasil) – O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) ficou em 0,30% em outubro, 0,04 ponto percentual acima do resultado de setembro (0,26%). Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano, o índice acumula variação de 5,28%, acima do resultado do mesmo período de 2007 (3,40%). Nos acumulado dos últimos 12 meses, o IPCA-15 registra alta de 6,26%, pouco acima da variação referente aos 12 meses imediatamente anteriores (6,20%).

Os alimentos foram os principais responsáveis pelo aumento no ritmo de crescimento do IPCA-15 deste mês. Merecem maiores destaques o arroz, que passou de -1,67%, em setembro, para 0,19%, em outubro, e o feijão carioca, que passou de -4,24% para 3,29%. As carnes (de 0,63% para 1,44%), o frango (de 1,96% para 1,91%) e o lanche consumido fora do domicílio (de 0,29% para 1,04%) continuaram em alta.

- Publicidade -

Os produtos que mais apresentaram queda de preços, de um mês para o outro, foram cebola (de 6,11% para -22,63%), batata (de -8,84% para -11,23%), cenoura (de 0,08 para -9,27%) e óleo de soja (de -4,08% para -4,70%). Com o resultado de outubro, o grupo dos produtos alimentícios acumula variação de 10,57% no ano, bem acima do resultado de igual período do ano passado (7,95%).

Quanto aos produtos não-alimentícios, a variação de 0,37% em outubro foi menor que a registrada em setembro (0,41%). O resultado foi influenciado pela alta de 1,11% no item salários dos empregados domésticos, responsável pela maior contribuição no índice do mês (0,03%).

A pesquisa foi feita em 11 capitais. Fortaleza (0,56%) apresentou a maior variação devido ao resultado do grupo alimentação (0,80%), que foi o maior entre as áreas. O menor resultado foi registrado em Brasília (-0,29%). Os índices se referem a preços coletados no período de 13 de setembro a 13 de outubro, comparados com os coletados entre 14 de agosto e 12 de setembro.

O IPCA-15 é considerado uma prévia do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que serve de referência para a meta de inflação do governo. A metodologia de cálculo é a mesma, apurando a variação de preços para famílias com renda de até 40 salários mínimos em 11 regiões metropolitanas do país.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui