15.6 C
Timbó
domingo, 21 de julho de 2024

Avaí levanta o bi na Ressacada

Data:

Avaí levanta o bi na Ressacada
Leão da Ilha só precisou jogar bem o primeiro tempo para garantir o seu 15° título Estadual …

Divulgação

 

Fpolis- A Ilha de Floripa ainda estava em festa pela conquista do tetra na Superliga de Vôlei pelo Cimed/Florianópolis, no sábado, diante do Montes Claros(3 a 0). No domingo, Estádio da Ressacada lotado. Churrasco bem temperado antes do jogo. Na primeira partida da decisão, vitória por 3 a 1. O cenário para o Avaí no confronto contra o Joinville, neste domingo, não poderia ser melhor. Mas foi. O Leão da Ilha só precisou de 45 minutos para se confirmar como o campeão do Catarinense de 2010, com uma vitória de 2 a 0 sobre o JEC. O Avaí jogava pelo empate para garantir o caneco. Já o Joinville precisava vencer por três gols de diferença. A equipe do visitante começou pressionando, afinal, buscava reverter o placar adverso do primeiro jogo. Só nos primeiros cinco minutos, foram três escanteios a seu favor. Porém, o ímpeto do Joinville não demorou para mostrar que era só fogo de palha. O primeiro gol do Avaí veio aos 12, Roberto, após pegar rebote do goleiro Fabiano. O time, empolgado com a festa da torcida, não parava de atacar. Ao Joinville, só restava tentar parar o adversário. E com faltas. Outra boa chegada foi aos 25, em cabeçada de Rafael. Quase o segundo, que veio de verdade nove minutos depois. Caio lançou Davi que marcou, com categoria, de canhota.O quarteto formado por Caio, Uendel, Davi e Robero infernizou a defesa do Joinville, que pouco respondia aos ataques. A única válvula de escape do JEC era Ricardinho, lançando bolas para Lima e Chris.

- Publicidade -

 

Churrasco apaga, e jogo fica morno

 

O Joinville voltou para a segunda etapa tentando não passar vexame. O treinador Mauro Ovelha colocar o zagueiro Daniel Horst ainda no intervalo e o JEC adiantou a marcação, o que dificultou a saída de bola do Avaí. Quem chegou mais ao ataque foi o lateral Rafael Tesser, conhecido pelos cruzamentos para a área. O equilíbrio das ações no meio campo tornou o jogo mais morno no tempo final. O Avaí, com o placar garantido, diminuiu o ritmo, e passou boa parte do segundo tempo tocando a bola de lado, sem aproveitar os espaços que o Joinville deixava no meio de campo. O jogo transcorreu sem muitas emoções, até o árbitro Célio Amorim erguer o braço e decretar o 15° título do Leão da Ilha(Agora junto com o Figueirense maior vencedor de Estaduais).  



 

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui