15.3 C
Timbó
sábado, 13 de julho de 2024

Com show de Nilmar, Brasil vence o Chile

Data:

Com show de Nilmar, Brasil vence o Chile
Atacante do Villareal/Espanha marcou três gols na vitória por 4 a 2 e praticamente garantiu presen …

Cleiton Baumann

Salvador – A classificação conquistada no último sábado (5), diante da Argentina, e o desfalque por suspensão de quatro jogadores titulares (Lúcio, Ramires, Kaká e Luis Fabiano) e um por contusão (Robinho) não diminuiu o ímpeto da Seleção Brasileira, que nesta quarta-feira derrotou o Chile por 4 a 2, no Estádio de Pituaçu, pela 16ª rodada das Eliminatórias Sulamericanas. Autor de três gols, Nilmar, ex-Internacional, foi o grande nome da partida e praticamente se garantiu no grupo que irá à Copa do Mundo da África do Sul. Esta foi a 11ª vitória consecutiva do Brasil e a quinta nas Eliminatórias. Além disso, a Seleção de Dunga – que ainda não perdeu em 2009 – está invicta há 19 jogos, sendo 11 deles nesta competição. Com a vitória, o Brasil ampliou para seis pontos (33 a 27) a sua vantagem para o próprio Chile, que caiu para o terceiro lugar. O segundo colocado agora é o Paraguai, que se classificou para a Copa ao derrotar a Argentina por 1 a 0 em Assunção. Os paraguaios têm 30 pontos.

Copa 2010
A preparação da Seleção para a Copa do Mundo de 2010 começará no Brasil. A garantia foi dada nesta quinta-feira pelo presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Segundo ele, já está definida que a apresentação dos jogadores acontecerá aqui.
“Não estamos com o planejamento pronto, mas posso dizer que pelo menos a apresentação dos jogadores será aqui no Brasil”, prometeu o dirigente.
A CBF foi duramente criticada na Copa de 2006, quando toda a preparação do grupo brasileiro aconteceu na Europa. A explicação dada por Teixeira diz respeito ao tempo necessário para adaptação a diferentes fusos horários. Assim como em 2006, no ano que vem a Seleção terá de encarar o mesmo fuso horário na África do Sul – o que, mais uma vez, pode impedir uma longa preparação no Brasil. Esta, no entanto, não é a principal preocupação da CBF.
“Temos de lembrar que não vamos jogar no verão da Europa. Na Copa das Confederações deste ano, chegamos a pegar quase 6ºC de temperatura. Vamos raciocinar em cima de dois pontos fundamentais para decidir sobre a preparação: altitude e frio”, explicou Teixeira.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui