22.5 C
Timbó
sábado, 13 de abril de 2024

Copa das Confederações: África até complica, mas Brasil se garante na final

Data:

Copa das Confederações: África até complica, mas Brasil se garante na final
No fim da partida Daniel Alves marcou gol da vitória sobre África do Sul por 1 a 0 …

Cleiton Baumann

Johanesburgo – Joel Santana cumpriu a promessa de dificultar a vida da Seleção: somente aos 42 minutos do segundo tempo, o Brasil marcou o gol da vitória por 1 a 0 sobre a África do Sul, nesta quinta-feira (25), em Johanesburgo, África do Sul, pela semifinal da Copa das Confederações. Daniel Alves foi o heroi da partida. A decisão contra os Estados Unidos acontece no domingo, às 15h30min (de Brasília), também em Johanesburgo. Mais cedo, África do Sul e Espanha se enfrentam em Rustenburg, pelo terceiro lugar da competição.
A prometida ofensividade de Joel não se concretizou – para a sorte dos sul-africanos. O técnico armou sua equipe na defesa, mas pensou também no ataque. Posicionou bem os apoiadores Pienaar e Tshabalala para os contragolpes. Os brasileiros reagiram como de costume diante de retrancas: foram quase inofensivos. Os laterais André Santos e Maicon não tiveram espaços para subir. Ramires esteve perdido na ponta direita – posição muito bem ocupada por Kaká contra a Itália, dias antes.
A Seleção dependia de momentos de genialidade para chegar com perigo. Aos 15 minutos, Luis Fabiano ajeitou de letra para Ramires, que não pegou bem na bola. Enquanto isso, os sul-africanos assustavam nos chutes de longe. A sorte também estava ao lado dos anfitriões. Aos 12 do segundo tempo, Modise arriscou de fora da área, a bola desviou em Luisão e se encaminhou para o canto esquerdo de Julio Cesar. O goleiro, no entanto, salvou com incrível defesa.Apático, Dunga viu seu time tocar, tocar e tocar a bola.
Sem qualquer mudança tática, a Seleção parecia entregue à retranca de Joel. Brilhou, então, a estrela do técnico, que tirou André Santos para improvisar Daniel Alves na esquerda. O lateral do Barcelona não fez muito na nova posição. Mas, quando teve a chance, decidiu o jogo. Aos 42, Daniel cobrou falta com precisão, no ângulo esquerdo de Khune e garantiu a vitória brasileira.
 

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui