15.3 C
Timbó
sábado, 13 de julho de 2024

Conheça os timboenses que estão produzindo o filme

Data:

EM VÁRIAS CORES
Conheça os timboenses que estão produzindo o filme

Lara Ferreira [email protected]

Foto: FOTOS/ARQUIVO PESSOAL

Uma produção em audiovisual está sendo feita em Timbó, é a filmagem do longa-metragem “Em Várias Cores”. Produção, gravação, direção – tudo feito em Timbó e por dois jovens timboenses. O Jornal do Médio Vale (JMV) foi conhecer a história de Enzo Luigi Orsi de 21 anos e Samuel Alberto Batistella Ferrari de 22 anos, eles que estão por trás e às vezes até na frente das câmeras na produção desse filme.

Orsi e Ferrari se conhecem há cerca de oito anos, a amizade iniciou no curso de robótica. Vidrado em filmagens, gravação e edição, o ainda adolescente Orsi fazia vídeos no YouTube, com alguns efeitos especiais e mal sabia ele, que ali já era o início da sua carreira. Se um gostava de editar o outro era fascinado em filmar, Ferrari lembra que ainda adolescente, andava com uma câmera GoPró para cima e para baixo, era sua fiel escudeira, ele adorava filmar e fotografar tudo. O despertar para o audiovisual profissional veio após um trabalho educacional, onde os meninos fizeram de um trabalho de estatística, uma verdadeira série cinematográfica.

- Publicidade -

Mesmo sem ter feito nenhuma faculdade, os rapazes conseguiram, através da internet, aprender o suficiente para colocar em prática uma idéia, a de produzir um filme.

 

?

O despertar do sonho

A idéia de fazer o filme segundo Orsi surgiu aos poucos, depois de produzir vídeos amadores, ele começou a pensar na possibilidade de deixar a “brincadeira” de lado e partir para uma produção séria, com roteiro, direção e uma produção digna da indústria do audiovisual.

O filme conta com três atores principais e cerca de 50 pessoas participam ao todo, desde figurantes até o operador de câmera e o diretor.

O tema do filme é o luto, as formas com que é superado o luto, apesar de ser fictícia, a história se associa a de Orsi, que perdeu o pai há alguns anos e teve que superar essa fase da vida. O personagem principal do filme passa também por situações vivenciadas pelo jovem no momento em que ele teve que lidar com a dor da perda. “Quando eu perdi meu pai, eu pensei poxa o luto às vezes não é uma parada tão óbvia assim, não é só tristeza, você pode estar em um momento triste e vai estar ao mesmo tempo rodeado de pessoas contando histórias sobre a pessoa que partiu e muitas vezes de uma forma amena, sorrindo”. A idéia original mesmo, é da timboense Liz Demarchi, a história foi cedida por ela para que os jovens pudessem fazer a adaptação para o cinema.

“Em Várias Cores” reflete as várias formas de sentir, nos mais variados sentimentos. É saber que de certa forma todos vão passar pela fase do luto, a morte é a única certeza que o ser humano tem, e sabendo disso, esses jovens querem através da arte cinematográfica mostrar que o luto também pode ser vivido de uma forma leve e, porque não, alegre.
Se no início as gravações e edições eram apenas diversão, hoje o objeto é grande, Orsi e Ferrari sonham alto, eles querem concluir os trabalhos, de gravação e edição até o meio do ano que vem, e conseguir inscrever o longa-metragem nos festivais nacionais e internacionais. Capacidade, vontade e inteligência eles tem de sobra. Em 2024 acontece o lançamento do longa-metragem “ Em Várias Cores”.

Imagens

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui