17 C
Timbó
sábado, 18 de maio de 2024

Dentista larga carreira para viajar sozinha em camper

Data:

Dentista larga carreira para viajar sozinha em camper

Foto: Arquivo pessoal

Imagine sair viajando por aí, sem pressa, só curtindo os momentos e conhecendo os lugares em um camper acoplado em uma Hilux. Parece sonho, mas é na verdade a realidade da viajante Liz Matzenbacher, que largou a profissão como dentista para se aventurar sozinha pelo Brasil e Américas com o Zangão Overlander (apelido carinhoso de seu camper).

Liz tem residência em Florianópolis, apesar de estar sempre na estrada, passou pela região do Médio Vale e também por Timbó nos últimos dias. Mas o que a trouxe até aqui? Liz compartilha suas experiências nas redes sociais e veio conhecer um seguidor e sua família de Indaial e aproveitou para conhecer as belezas dos municípios vizinhos antes de seguir para sua próxima grande aventura.

- Publicidade -

Em entrevista ao JMV, ela compartilhou como iniciou o projeto e sobre sua história de vida. A viajante nasceu e cresceu em Alegrete, no Rio Grande do Sul. Saiu de casa logo aos 16 anos para fazer faculdade em Porto Alegre. Depois de formada em odontologia em 2004, atuou por 18 anos na profissão, passando pela Bahia e Florianópolis, onde trabalhou como oficial temporária do exercício como dentista e tinha seu próprio consultório.

“Eu desconhecia esse mundo de viagem de motorhome, de camper, até porque eu achava que isso era algo que poderíamos fazer só depois da aposentadoria”, completa.

Liz conta que foi na pandemia, em 2020, que surgiu o projeto de viagem em camper, quando iniciou um namoro. “Foi a partir de um namoro que eu disse sim a esse mundo de viagem de camper. Começamos em setembro de 2021 e viajamos até janeiro de 2022, por Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Depois terminamos e veio uma segunda etapa do projeto. Com o término não sabia o que fazer exatamente”, relata.

Foi nesse período que a dentista teve que escolher se continuava com a odontologia, que até então ela mantinha o consultório particular ou se seguiria pelas estradas sozinha. “Chegou um momento chave que eu ia ter que tomar a decisão. O meu coração dizia que era na estrada que eu tinha que estar, pois tinha trabalhado muito antes para conseguir planejar a primeira viagem para comprar o camper. E eu pensava que não era possível eu desistir disso tudo, e vou tentar fazer uma experiência sozinha”.

Primeira experiência sozinha

A aventureira dedicou tempo para estudar o que precisaria para viajar sozinha, aprender mais sobre o funcionamento do carro e organizar o roteiro. “A primeira viagem sozinha foi para a Serra do Rio do Rastro. Planejei muito bem o roteiro, pois é uma das partes que eu mais gosto de fazer. Não queria fazer algo que eu não conseguisse ou me sentir pressionada a fazer grandes metas. Comecei por Santa Catarina pois me sentia mais confortável”.

Depois, ela foi percorrendo outras cidades e chegou a viajar pelo Paraná. Sempre fazendo uma viagem e retornando a Florianópolis. Foi em agosto de 2022 que Liz seguiu para seu primeiro roteiro internacional sozinha, que foi para o Uruguai, onde ficou por quatro meses e meio. “Essa viagem foi um divisor de águas. Fiquei me sentindo muito mais segura e a cada dia fui aprendendo”.

Próximo roteiro

Após um ano da realização da primeira viagem sozinha, Liz segue para sua próxima parada, que tem início no dia 10 de março, quando sai de Florianópolis com destino à Argentina com o Zangão de 7 m². “Conheço só Buenos Aires. Ainda estou estudando o roteiro, mas quero chegar ao Ushuaia, que é muito mais longe do que rodar no Uruguai. Mas minha intenção é chega até lá, conhecer também a Patagônia, rodar por parques, lagos e ver a neve”.

Projeto sustentável

Pensando não só em conseguir uma renda extra para suas viagens (que até então são sustentadas pelo aluguel de seu apartamento e consultório), mas também incentivar seus seguidores e as pessoas que conhece ao longo do caminho a diminuir o consumo de plástico, Liz está com um projeto de produção artesanal de ecobags.

A ideia surgiu após sua viagem ao Uruguai. “Uma das coisas que eu vi é de que as pessoas não usam sacolinha plástica por lá e isso me chamou muito a atenção. Me chocou quando eu voltei ao Brasil que todo lugar tem sacolinha plástica”, afirma.

Foi então que a dentista passou a costurar as sacolas em seu camper, e a vendê-las pela internet pelo site zangaooverlander.com.br.

Conheça mais sobre o Projeto Zangão Overlander pelo Instagram @zangaooverlander.

Confira a galeria de fotos com um pouco mais das aventuras da Liz e do Zangão. 

?

Imagens

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui