26.4 C
Timbó
segunda-feira, 22 de abril de 2024

Exposição Gênesis

Data:

Exposição Gênesis
Artista plástica timboense conta um pouco sobre sua vida e a relação com as artes plásticas …

Clarice Graupe Daronco / JMV

TIMBÓ – O Museu Casa do Poeta Lindolf Bell está abrindo suas portas para os primeiros eventos abertos ao público de 2020. Segundo informações no dia 11 de março, às 19h30min, o Grão Espaço Cultural – anexo ao Museu Casa do Poeta Lindolf Bell, celebra a abertura da exposição de arte “Gênesis” da artista plástica timboense, Bruna Nicole Tafner Pasqualini e a varanda do poeta recebe os lançamentos dos livros: Mulheres Fodásticas, Empoderadas e Reflexões para uma Vida Boa de Andréa Gomes e Neida Rocha de Pomerode. O evento é gratuito e aberto ao público.

Em entrevista à redação do JMV, Bruna Nicole Tafner Pasqualini conta um pouco da sua história de vida e sobre a Exposição. “Nascida em 16 de junho de 1988 em Timbó, descobriu o desenho aos 10 anos, a pintura a óleo aos 12 anos. Participou desde o início de 2008 da Associação de Artistas Plásticos de Timbó, onde realizou exposições locais e regionais”.

- Publicidade -

Bruna, aos 22 anos formou-se em Fisioterapia pela FURB, por ser apaixonada em estudar o corpo humano e lidar com pessoas. Durante a graduação foi monitora no Laboratório de Anatomia, experiência ímpar para representar a figura humana. Sua linha artística hoje abrange vários temas, mas todos com o objetivo de expressar a vida. “Nos escritos faço tanto poemas e sonetos, como textos reflexivos (jornal, revista Escola de Pais) baseados nas minhas vivências e experiências como artista plástica e no meu cotidiano de consultório fisioterapêutico. Sou membra da Academia de Letras do Brasil Santa Catarina, seccional Timbó. Fiz cursos de Teoria da Arte em São Paulo (2014) e Técnicas de pintura acadêmica e renascentista em Paris (Rèmi Atelier 2015)”.

Segundo a artista, algumas poesias iniciaram aos 10 anos, vencendo um concurso de poesias do Lindolf Bell. Os versos foram amadurecendo, escreveu o livro 80 Perceptivos Retalhos em 2019 onde pincelou poemas antigos com alguns atuais. “Nunca estarei pronta e tenho paixão em estudar. Após duas especializações (Ortopedia, Traumatologia e Desportiva/ Pilates Clínico) e quatro cursos de formação em Fisioterapia (Podoposturologia, Terapia Manual, Estética Corporal e Facial, Micropigmentação Facial), voltei para a universidade e conclui minha segunda graduação em 2019, Bacharel e Licenciatura em Artes Visuais”.

Bruna afirma que: “se pudesse descrever, diria que as pessoas têm em sua maioria, dores físicas de causa acumulativa e emocional. Por isso, a importância de reestabelecer um vínculo com o criador, aumentar a espiritualidade seguindo o caminho da vida, da verdade e da luz, que podemos aprender com Cristo. As artes acrescentam como um aconchego e cura, a poesia traz leveza. Feliz o ser que a recebe. Seja para ouvir, ler, escrever e cantarolar. Feliz o ser que faz da vida uma linda poesia”.

A exposição

Com relação à Exposição Gênesis, Bruna conta que trará ao expectador um encontro com as artes plásticas em diferentes técnicas e maneiras de representação que foram sendo aprimoradas e sentidas por ela. “Um retorno onde tudo inicia, na forma e direção das cores com o espetacular deleite de Deus na sabedoria do seu primeiro livro bíblico. Genesis é a origem, o princípio. Pode parecer utópico e distante, mas todos podemos a partir de hoje originar um melhor agir em nossas vidas, elevando nossas atitudes, nossa convivência, como um feto em formação, um recém-nascido sendo amamentado por uma mãe, um bebê que dá seus primeiros passos, uma mulher que descobre que a essência da beleza é invisível aos olhos mas transborda o coração, um homem que se curva diante de suas fraquezas e reconhece o quão esplendoroso é o caminho com a total entrega naquilo que realmente dá sabedoria e crescimento, uma nação que mesmo formada de muita usurpação pode ser erguida e sustentada com o cultivo do amor. Uma mudança real pode advir de mudanças inimagináveis e impalpáveis a olhos humanos, mas possíveis ao buscar a proximidade com o criador”.

Apaixonada pela criação divina, Bruna, seguidora de Cristo, detalha este amor na forma que sente total paz e serenidade, nas poesias e artes plásticas. “Falar de fé em Deus é algo muito individual, cada ser tem em seu íntimo o real sentido que o acompanha. Levei uns bons anos até ter estes entendimentos e percebo que é um aprimoramento diário de busca pela palavra de Deus e revelação espiritual. Todos somos iguais e imperfeitos, não nos cabe qualquer mérito ou enaltecimento. Deus é um amor a ser descoberto todos os dias, principalmente nos momentos de alegrias”.

A Exposição contará com 10 obras da artista, duas delas são denominadas de: Teus Olhos – óleo sobre tela e Tuas Mãos – giz pastel seco.

Bruna apresenta a obra ?Tuas Mãos?, que fará parte da exposição Gênesis

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui