27 C
Timbó
segunda-feira, 22 de abril de 2024

Governador Colombo anuncia filiação ao PSD

Data:

Governador Colombo anuncia filiação ao PSD
O Governador Raimundo Colombo anunciou sua transferência partidária para o PSD. …

EVANDRO LOES/JMV

Foto: Divulgação

FLORIANÓPOLIS  – O Governador Raimundo Colombo anunciou sua transferência partidária para o PSD – Partido Social Democrático, durante almoço com  empresários de comunicação, ocorrido na tarde de segunda-feira, dia 2 de maio, no Palácio da Agronômica. A mudança de sigla do governador já era esperada e foi seguida por várias lideranças políticas nacionais do Democratas (DEM), que sofreu uma ruptura interna, devido a divergência entre grupos de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O principal líder do PSD é o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab e o ex-governador e ex-senador catarinense, Jorge Bornhausen.
A reunião/almoço entre o governador Raimundo Colombo reuniu mais de 40 representantes da imprensa de Santa Catarina, através das entidades representantes da classe: Adjorisc (Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina), ACAERT (Associação Catarinense das Emissoras de Rádio e Televisão) e ADI (Associação dos Diários do Interior). O Jornal do Médio Vale, através de seu diretor, Evandro Loes, fez parte do encontro como integrante da diretoria da Adjorisc. O evento serviu para que Colombo anunciasse sua política de comunicações, que seguirá a mesma política de seu antecessor, Luiz Henrique da Silveira (PMDB). “Vamos continuar valorizando a imprensa do interior, pois ela abrange a grande massa da sociedade”, disse.
A política de comunicação do Governo do Estado, que prestigiou a imprensa do interior, foi um projeto do ex-governador Luiz Henrique e comandada pelo secretário Derli Francisco Anunciação, que continua no cargo na atual gestão. “O Derli é um homem de sensibilidade e ele sabe que a imprensa do interior faz a mensagem do governo chegar aos cidadãos. Não queremos só elogios, pois no governo é difícil ouvir críticas. Tomaremos as críticas como alerta de que é preciso melhorar”, ressaltou Colombo. O governador também destacou que não pretende usar os espaços de mídia apenas para divulgar obras: “Vamos destacar valores catarinenses, porque temos bons exemplos para divulgar à sociedade”, comentou.
Colombo também revelou que nos próximos dias pretende anunciar medidas de austeridade e saneamento das despesas do estado. “Nossa meta é reduzir as despesas de custeio para liberar o caixa do estado e efetivar investimentos na área social e de infraestrutura. Seremos um governo de obras, mas daremos prioridade às ações que mexam com a vida dos cidadãos”, assegurou o governador. Colombo deu pistas de que pode cortar cargos comissionados ao afirmar que entre as medidas está a redução da estrutura do Estado. Até o momento, cargos comissionados nas 36 Secretarias de Desenvolvimento Regionais não foram nomeados.

Mudança partidária
Ao anunciar sua transferência do DEM para o novo PSD, o governador Raimundo Colombo disse que nada vai mudar na polialiança estadual. “Antes de tomar esta medida consultei as principais lideranças dos partidos da base de nosso governo e todos concordaram com a minha posição”, disse Colombo, destacando que um dos líderes que o incentivou foi o ex-governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB), “que é meu amigo pessoal e me apoiou incondicionalmente nas eleições para governador”. Colombo disse que o novo partido está recebendo adesões de alguns aliados e também da oposição. “Todos têm liberdade de escolha, mas nossa intenção é respeitar os aliados e governar juntos”, concluiu o governador.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui