19.6 C
Timbó
quarta-feira, 17 de julho de 2024

Liderança sustentável na produção de pellets

Data:

“A história da Rosina Energy começou com a visão empreendedora de seus sócios e a necessidade de encontrar soluções ecologicamente corretas para os resíduos do processo de fabricação de portas e molduras. Após análises minuciosas, o pellet de madeira emergiu como a opção mais favorável em termos de sustentabilidade”, afirmam os sócios André Luiz Bona Ropelato, Jorge Luiz Stolf e Jorge Hilário Bertoldi. Destacam que a empresa, criada em um momento ímpar da economia, está comprometida em liderar a sustentabilidade no mercado de pellets, promovendo soluções ecologicamente corretas e economicamente viáveis para um futuro mais sustentável.

Em entrevista, Jorge Hilário Bertoldi explica que o processo de produção da empresa é altamente automatizado e gerenciado por um sistema centralizado. “Esse método reduz a intervenção humana, direcionando a mão de obra para tarefas como embalagem, supervisão e gestão de estoques. Os pellets são produzidos exclusivamente a partir da maravalha, um subproduto da fabricação de portas e molduras, sem a necessidade de aditivos químicos”.

- Publicidade -

Segundo Bertoldi, os pellets de madeira oferecem diversos benefícios ambientais, como a redução das emissões de dióxido de carbono (CO2), menor emissão de gases poluentes, uso de recursos renováveis e menor impacto ambiental na obtenção. A empresa garante que a biomassa utilizada é proveniente de fontes renováveis e sustentáveis, adquirindo madeira certificada de reflorestamentos. “Além disso, a empresa, instalada em Rio dos Cedros, possui certificação ENplus, garantindo a qualidade dos pellets e toda a cadeia de sustentabilidade das matérias-primas. Medidas são tomadas para minimizar o impacto ambiental durante a produção, incluindo o uso de equipamentos modernos e eficientes”.

Bertoldi destaca que os principais clientes da empresa riocedrense estão na Europa, onde os pellets são utilizados para aquecimento em residências, comércios, indústrias e centrais de geração de energia térmica. No Brasil, a demanda está crescendo em diversos setores, como indústrias, estufas, restaurantes e até mesmo em uso doméstico, como granulado higiênico para animais de estimação. “Os pellets podem ser usados em sistemas de aquecimento e sanitários de forma eficiente, proporcionando controle preciso de temperatura e reduzindo custos em comparação com outras fontes de energia”.

Quanto à tecnologia e inovação, o sócio proprietário adianta que a equipe de profissionais da empresa está constantemente buscando melhorias em sua produção, investindo em tecnologias como IoT para conectar diretamente a fábrica aos clientes. “A empresa também oferece inovações no uso do produto, como soluções completas para clientes interessados em converter seus sistemas de aquecimento para pellets”.

Sobre desafios e oportunidades, Bertoldi afirma que “o maior desafio atual da empresa é encontrar parceiros para o fornecimento de matéria-prima com a qualidade necessária, mas estamos trabalhando para formar uma cadeia de fornecedores alinhados com nossos objetivos. As oportunidades de crescimento estão relacionadas à mobilização das pessoas e empresas em busca de soluções sustentáveis e rentáveis”.

O empresário observa que “os pellets de madeira se destacam pela economia financeira em comparação com outras fontes de energia, proporcionando ganhos imediatos e de longo prazo para os consumidores. Atualmente, não existem subsídios específicos para empresas do setor, mas há isenção do IPI”.

No que diz respeito ao impacto social, Bertoldi enfatiza que “a empresa valoriza seus colaboradores por meio de treinamentos e benefícios, buscando promover um ambiente de trabalho saudável e motivador. Além disso, estamos iniciando ações de sensibilização sobre a importância das energias renováveis, visando educar o público sobre os benefícios dos pellets”.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui