21.3 C
Timbó
segunda-feira, 22 de abril de 2024

Livro relata a história dos 50 anos da Paróquia Santa Terezinha

Data:

Livro relata a história dos 50 anos da Paróquia Santa Terezinha
Padre, encarregado da produção do impresso, afirma que o mesmo já está escrito e revisado e deve …

CLARICE GRAUPE DARONCO/JMV

Foto: ARQUIVO PESSOAL

CLARICE GRAUPE DARONCO/JMV
[email protected]

TIMBÓ – Visando registrar a história católica de Timbó e região, em especial, o cinquentenário da Paróquia Santa Terezinha e a história das várias comunidades o padre Antônio Francisco Bohn, está coordenando a organização do livro dos 50 anos da Paróquia. Em entrevista a redação do Jornal do Médio Vale o padre afirma que diversos são os objetivos da Paróquia ao formatar o livro, entre eles está o fato de registrar nomes, como por exemplos, dos integrantes dos vários Conselhos de Pastoral, além de marcar a história da presença e atuação dos padres do Verbo Divino que já estão há 50 anos na cidade e registrar fatos ligados à caminhada ecumênica da Paróquia.
Questionado sobre o que já tem escrito e o que falta para concretizar o histórico da Paróquia, Bohn relata que o livro já está escrito e corrigido. “Está em fase de diagramação, que deverá estar pronta até o final deste ano. A partir de janeiro o livro estará sendo confeccionado pela Impressul Indústria Gráfica, de Jaraguá do Sul. Deverá ficar pronto até final de fevereiro ou começo de março de 2013, pois o lançamento ocorrerá no final de março ou começo de abril. Ainda não há data precisa para ser feito o lançamento”, destaca o padre.
Ao falar sobre o andamento do livro Antônio Francisco Bohn explica porque ele ficou responsável pela elaboração do material que conta os 50 anos da paróquia Santa Terezinha de Timbó. De acordo com o padre, no dia 15 de fevereiro deste ano, durante o retiro anual do clero da Diocese de Blumenau, em Florianópolis, o pároco de Timbó, padre Carlos Humberto Carneiro de Camargo (Padre Carlão), pediu a sua ajuda para a preparação do ano do cinquentenário. Duas reuniões vantajosas foram realizadas nos dias 7 e 29 de março, com padres, secretárias paroquiais, leigos e leigos, que possibilitaram o encaminhamento de muitas ações concretas. Seguiram-se outros encontros, nos dias 19 de julho, 28 de agosto e um que acontecerá no dia 30 de outubro. “Na primeira reunião, fiquei encarregado de escrever o livro do cinquentenário, pois em 2011 escrevi o livro do centenário da Paróquia de Massaranduba, e neste ano de 2012 o livro do centenário da Paróquia de Luís Alves. José Valmeci de Souza ficou encarregado da elaboração do brasão paroquial e da logo comemorativa. Definidos o tema: “50 anos de missão e evangelização em Timbó” e do lema: “Oração, contemplação e ação, seguindo o caminho espiritual de Santa Terezinha”, diversas publicações de materiais e elaboração de impressos deram reforço às atividades pastorais”, conta o padre.

Primeira missa foi rezada em junho de 1935
Ao ser questionado de como começou a história da paróquia, Antônio Francisco Bohn destaca que segundo os relatos históricos que já foram concluídos, José Lueken, nascido e tendo vivido sua juventude na Alemanha, foi seminarista da Ordem dos Frades Menores, colega de turma de alguns frades, entre eles, Frei Romano, o qual foi designado vigário da Paróquia São Francisco de Assis, de Rodeio. Sabendo que este seu colega de seminário residia em Timbó, resolveu procurá-lo. Feito o primeiro contato e os preparativos necessários, reunidas algumas famílias católicas, celebrou-se a primeira missa na sala de aula da escola estadual, onde Lueken era professor, na data de junho de 1935. “Cinco famílias católicas residentes em Timbó e são consideradas as fundadoras da jovem comunidade, sendo as de José Lueken, Arthur Scoz, Theodósio Correia, José Kienen e João Silva. Um trabalho muito bonito e digno de louvor foi feito por Horácio Cristofolini, em 1988, por ocasião da comemoração do jubileu de prata (25 anos) da Paróquia. Intitulado “História da Igreja Católica de Timbó”, o livro de Cristofolini faz um apanhado histórico das origens. Meu trabalho foi seguir a história já narrada pelo autor e complementá-la”, observa o padre.

Livro relata desde a colonização até as ações do ano jubilar
Antônio Francisco Bohn adianta que o livro do cinquentenário da Paróquia Santa Terezinha está organizado em capítulos que irão relatar a colonização; a evangelização no Vale do Itajaí; o atendimento Franciscano em Timbó; a Paróquia Santa Terezinha; a Padroeira Paroquial, numa breve biografia e temas como: Terezinha do Menino Jesus; Terezinha da Sagrada Face; Santa das Rosas; Padroeira das Missões e seus pensamentos espirituais; o município de Timbó; a sociedade do Verbo Divino, com sua fundação; fundadores, dimensões características; missão, vida comum; as Irmãs Catequistas Franciscanas; Padre Martinho Stein – primeiro pároco; histórico das comunidades; os conselhos comunitários de pastoral; a organização pastoral; ano cinquentenário (2012-2013), com destaque para as iniciativas e atividades desenvolvidas neste ano jubilar, e destaque para documentos, gráficos e acervo fotográfico.
Autor de diversos livros religiosos e sobre a história do catolicismo e imigração no Vale do Itajaí. Publicações na área histórica: Padre José Maria Jacobs e o Catolicismo em Blumenau (2001); Catedral São Paulo Apóstolo: Itinerário da Fé (2001); Diocese de Blumenau, Diocese do Amor (2001); Diocese de Blumenau: Histórico, Paróquias e Comunidades (2001); As Paróquias da Diocese de Blumenau (2002); Paróquia São Vicente de Paulo: Sua História (2003); A Torre (2005); Preparando o Centenário – Paróquia São Vicente de Paulo (2006); “Colônia Luiz Alves” – Povoamento italiano e catolicismo de imigração (2007); Uma história em retratos: elos rompidos, elos reatados (2008), em parceria; Paróquia São Vicente de Paulo: Vocações e vocacionados (2008), em parceria; Memórias Luisalvenses – Lembranças de um passado (2010); Igreja Matriz São Vicente de Paulo – Luís Alves (2010); Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Massaranduba – Uma história centenária (2011); A Evangelização no Vale do Rio Luís Alves – Centenário da Paróquia São Vicente de Paulo (2012).
 

Paróquia foi fundada em abril de 1963
O padre relata ainda que o livro contará também a história dos primeiros religiosos católicos em Timbó e no Vale. O livro relata a história religiosa a partir das Dioceses de Curitiba, depois Florianópolis, Joinville e a partir do ano 2000, da Diocese de Blumenau, da qual a Paróquia de Timbó faz parte. “Timbó primeiramente pertenceu à Paróquia São Paulo Apóstolo, de Blumenau, depois pertenceu ao Curato de Rodeio. Mais tarde, com a criação do Curato de Rio dos Cedros, parte do território deste e o de Rodeio deu origem à Nova Paróquia Santa Terezinha, fundada em 3 de abril de 1963. Também contará a história dos primeiros padres missionários que atenderam a região de Timbó, depois a presença dos padres franciscanos, e a chegada dos Missionários do Verbo Divino, os padres verbitas que, desde 1963 encontram-se em Timbó. Por isso, a história cinquentenária da Paróquia coincide com a presença cinquentenário dos padres missionários do Verbo Divino, em Timbó. Contará a trajetória ecumênica da Paróquia de Timbó. Não sabia que foi a primeira Paróquia do Brasil e realizar um culto ecumênico, depois do Concílio Vaticano II. Pastor Nelso que vive em Timbó e o Padre Martinho, falecido em Timbó escreveram uma importante página de boas relações ecumênica entre a Igreja Católica e a Igreja Evangélica de Confissão Luterana”, relata o padre.

Serão confeccionados dois mil exemplares
Questionado sobre qual a parte mais difícil da elaboração do livro, Antônio Francisco Bohn, salienta que na verdade, não houve parte difícil, mas é sempre mais complexo narrar a história das várias comunidades que atualmente pertencem à Paróquia. Porque são histórias interessantes e sempre há a necessidade de abreviar. “O autor sempre fica em dúvida sobre o que deve omitir e o que deve escrever. O perigo está sempre em ser esquecida alguma pessoa, alguma família ou algum fato. Isso sempre ocorre, é algo quase inevitável. Mas, devo confessar que na minha opinião o livro ficará muito bonito, muito bem ilustrado. E ficará um livro “leve” para leitura. Tenho certeza de que os leitores e os católicos de Timbó ficarão muito satisfeitos com o trabalho final”, observa o padre ao adiantar que o mesmo deverá estar finalizado até o final de fevereiro ou início de março. Deverão ser confeccionados em torno de dois mil exemplares. “O lançamento deverá ocorrer no final de março ou começo de abril. Ainda não há data marcada. Dependerá do pároco de Timbó, Padre Carlos organizar esse lançamento”, observa o padre.

Dados do autor
Antônio Francisco Bohn nasceu no dia 10 de maio de 1958, em Gaspar. Faz parte do clero da Diocese de Blumenau, sendo vigário paroquial em Luís Alves.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui