21.2 C
Timbó
segunda-feira, 20 de maio de 2024

O Milagre da Vida

Data:

O Dia das Mães é uma celebração singular, um momento dedicado à reflexão sobre o amor incondicional e abnegado que as mães oferecem. Constitui uma oportunidade valiosa para reconhecer quão gratificante é o papel de ser mãe, compreendendo os sacrifícios e as noites sem dormir que são investidas nos filhos. É um instante para perceber o brilho nos olhos das mães quando falam sobre suas crianças, um fulgor que revela toda a profundidade do afeto maternal. Essas palavras não apenas transmitem alegria, mas também evidenciam os desafios enfrentados pelas mães. Desde as preocupações com a alimentação até os momentos de dor e incerteza durante a gestação e o parto, cada mãe enfrenta suas próprias batalhas. No entanto, mesmo diante disso, elas encontram forças para avançar, cuidando e protegendo seus filhos com todo o amor do mundo.

Para marcar esta ocasião, tradicionalmente celebrada no segundo domingo de maio, compartilhamos a inspiradora história de Leiziane Rauber Wandscheer Ceschini, esposa de Josimar e mãe da pequena Luiza, que completou um ano de vida.

- Publicidade -

A jornada de Luiza é um testemunho emocionante desse amor inquebrantável. Seu nascimento prematuro trouxe desafios imprevistos, mas também demonstrou a resiliência e a determinação de seus pais. O parto em casa, realizado de forma improvisada e corajosa, é um exemplo da força e do instinto materno. Os momentos de angústia e incerteza no hospital, a luta pela sobrevivência da pequena Luiza, tudo isso ressalta a importância da família, da fé e da esperança. E, no final, testemunhar Luiza crescer, saudável e feliz, é uma verdadeira bênção, um milagre que enche o coração de gratidão.

Em entrevista, Leiziane destaca que este é o seu segundo Dia das Mães, tornando esta celebração ainda mais especial ao compartilhá-la com sua filha. Ela relata que sua gestação começou de forma tranquila, mas o período pós-parto trouxe surpresas inesperadas.

“Inicialmente, tínhamos o sincero desejo de sermos pais felizes. A gravidez foi planejada e aguardada com expectativa, porém, fomos confrontados com uma doença inesperada que ameaçou nossos planos de ter filhos. Receber a notícia de que não poderíamos conceber naturalmente foi um golpe difícil de aceitar. Meu marido tentava me confortar, mas a incerteza pairava sobre nós. Após um ano de tratamento e superação, finalmente fomos agraciados com a bênção da gravidez. Durante os primeiros meses, tudo transcorreu com relativa tranquilidade, até que, às 27 semanas, minha condição de saúde começou a se agravar, causando crises dolorosas, especialmente na região abdominal, e complicações intestinais que exigiram tratamento. Lidar com esses problemas enquanto estava grávida foi desafiador, mas seguimos em frente com esperança e determinação”.


Leiziane compartilha que “quando estava prestes a completar 30 semanas, tive fortes crises de dores, especialmente na noite de quinta-feira para sexta-feira. Foi na manhã de sexta-feira que percebi que minha bolsa havia rompido. Chamei meu marido e me preparei para o parto, mesmo enfrentando o momento sozinha, lembrando apenas de algumas orientações de uma amiga. Assim, nossa filha veio ao mundo em uma situação delicada, mas sua chegada foi um verdadeiro milagre que exigiu intervenção médica imediata. A atuação rápida e competente da equipe médica foi crucial para garantir sua sobrevivência, mesmo diante das dificuldades enfrentadas. Quando Luiza chegou ao Hospital e Maternidade Oase, com o apoio do SAMU, sua temperatura estava muito baixa, e a informação que recebemos da equipe médica era que ela chegou quase morta. Mas após uma estadia hospitalar angustiante de 52 dias, finalmente chegou o momento de levar nossa pequena para casa, onde sua presença trouxe uma imensa alegria e gratidão aos nossos corações”.

Leiziane afirma que “ao ver nossa filha crescer e prosperar, somos inundados por uma profunda sensação de felicidade e realização. Cada momento ao seu lado é precioso, e lembraremos sempre das dificuldades que enfrentamos juntos para chegarmos até aqui. Estamos gratos pela assistência recebida e pela força que nos sustentou durante essa jornada. Agora, enquanto o nosso pequeno milagre, como carinhosamente a chamaram na UTI Neonatal, continua a crescer e se desenvolver, estamos focados em aproveitar cada instante ao lado dela. A jornada da maternidade pode ser desafiadora, mas também é repleta de momentos de amor e alegria que nos enchem de gratidão”.

https://youtu.be/HHAHm-5Iji0

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui