26.4 C
Timbó
segunda-feira, 22 de abril de 2024

Programa Salto: acelerando o crescimento dos MEIs

Data:

Programa Salto: acelerando o crescimento dos MEIs

Clarice Graupe Daronco / JMV

Artesã, Janete Correa, avalia o Programa Salto como positivo em sua vida profissional
Foto: ARQUIVO/JMV
Artesã, Janete Correa, avalia o Programa Salto como positivo em sua vida profissional

TIMBÓ – “Fui uma das participantes da primeira edição do Programa Salto – Aceleradora de Microempreendedores (MEI) e fiquei entre os 10 finalistas na apresentação do projeto da empresa. Foi muito enriquecedor, acelerou o crescimento do meu negócio, fiz novas amizades e parcerias”, relata a Micro Empreendedora Individual (MEI) e artesã timboense, Janete Correa.

Essa é uma das avaliações que apresenta como positivo o resultado final do programa Salto: Aceleradora de Microempreendedores (MEIs), que foi idealizado pelo Impact Hub Floripa em parceria com o Cidade Empreendedora, do Sebrae de Santa Catarina e aplicado nos municípios de Timbó, Indaial e Rio do Sul.

- Publicidade -

Segundo o facilitador do Salto em Timbó, Junior Gama, no atual cenário socioeconômico brasileiro, em que a taxa de desemprego vem caindo mas o trabalho informal só aumenta, tornam- -se cada vez mais importantes as iniciativas focadas no desenvolvimento do microempreendedor, para estruturação e formalização do seu negócio.

Segundo ele, o programa Salto foi criado para o aprimoramento profissional e pessoal de cada MEI, estimulando suas habilidades empreendedoras e de liderança, o que proporciona crescimento da sua atuação em médio prazo, aumento de renda, geração de novos empregos e, consequentemente, aquecimento da economia.

Em nota a gestora do Salto no Impact Hub Floripa, Maíra Rodrigues afirma que: “em conjunto com os municípios, o programa identifica quem são esses MEIs interessados em crescer, os engaja e os capacita, contribuindo então para a estruturação de seus negócios. Em 2019, a iniciativa chegou a oito municípios de Santa Catarina, sendo três deles no Vale do Itajaí: Timbó, Indaial e Rio do Sul”.

De acordo com Gama, o programa contou com total apoio e visão de futuro das prefeituras de Timbó, Indaial e Rio do Sul, deixando sua marca de transformação sócio-econômica no Vale do Itajaí. Os microempreendedores participantes mostraram muita vontade de impulsionar seus níveis de crescimento pessoal e profissional e, consequentemente, contribuir para o desenvolvimento das cidades.

“Os microempreendedores passaram a ter uma visão mais positiva de suas cidades e a vê-las como impulsionadoras para seus negócios: em média, 83% consideram que suas prefeituras apoiam os MEIs na formalização e na capacitação emocional e técnica; 92% consideram como inovadoras ou muito inovadoras as prefeituras que apoiaram o Salto”.

Os profissionais envolvidos observam que a iniciativa impactou um total de 100 microempreendedores nas três cidades do Vale do Itajaí, que chegaram até o final e receberam o certificado.

“A maioria foi de mulheres, na faixa de 30 a 39 anos, que nunca tinham feito parte de um projeto como este. Em média, 41% dos participantes tiveram aumento no número de negócios em comparação com o início do Salto, totalizando mais de 2.076 novos clientes conquistados. Como consequência, 42% deles apresentaram um incremento no faturamento e alguns até tiveram que contratar colaboradores para dar conta de mais demandas, gerando novos empregos na região”.

Lanchonetes, salões de cabeleireiro e para tratamentos de beleza, lojinhas de artesanato e decoração, comércio varejista, serviços automotivos são alguns dos negócios dos microempreendedores participantes em Timbó, Indaial e Rio do Sul. “Em média, 96% dos participantes nessas cidades consideram que participar do Salto foi importante ou muito importante para ganhar visibilidade, reconhecimento e credibilidade com relação a seus negócios. E 89% também consideram que foi uma iniciativa relevante para aceleração dos seus negócios e aumentar sua renda”.


Mais de oito mil MEIs

Somando os dados de Timbó, Indaial e Rio do Sul, são 8.496 MEIs registrados em 2019, segundo dados da Receita Federal. Ou seja, ainda há um grande público no Vale do Itajaí apto a participar de novas edições do Salto. Para 2020, a organização do programa está aberta a renovações de parcerias e a receber novos municípios interessados em desenvolver microempreendedores locais. O objetivo é impactar um número ainda maior de MEIs em Santa Catarina e, futuramente, expandir para outras regiões do Brasil. Mais informações e contato pelo site www.saltoaceleradora.com ou pelo e-mail programas.floripa@ impacthub.com.br.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui