17 C
Timbó
domingo, 21 de abril de 2024

Rodovia terá impacto em Benedito Novo e Timbó

Data:

Rodovia terá impacto em Benedito Novo e Timbó
A pavimentação das rodovias SC 477 e SC 422, são aguardadas há mais de meio século, tanto pelo …

EVANDRO LOES/JMV

Foto: Evandro Loes

EVANDRO LOES/JMV
editor@jornaldomediovale com.br

A pavimentação das rodovias SC 477 e SC 422, são aguardadas há mais de meio século, tanto pelo Planalto Norte de Santa Catarina, como pelo Vale do Itajaí. Mas sua concretização não deixa de trazer um foco de preocupação, pois o impacto no trânsito de cidades como Benedito Novo e Timbó será muito grande, devido ao número de veículos pesados que deverão passar por estas cidades. Uma estimativa do próprio Deinfra, concluiu que a rodovia movimentará (pelo levantamento atual), mais de 1.569 veículos/dia, sendo 55% de automóveis leves e 45% de caminhões, entre caminhões duplos, caminhões com reboques e semi-reboques.
Um dos representantes do Deinfra, respondendo a questionamento do JMV, disse que estão sendo avaliados os impactos nas áreas por onde passará o tráfego vindo do Planalto e que medidas adicionais poderão se implementadas. Em cidades como Benedito Novo e Timbó, a alternativa mais viável é a construção de um anel viário para desviar o trânsito de caminhões pesados no centro das cidades. Em Timbó, há um projeto antigo para a construção de uma ponte sobre o rio Benedito, nas proximidades dos bairros Dona Clara e Padre Martinho Stein, que faria parte do anel viário, passando pelo bairro Araponguinhas, até chegar na SC-477, onde atualmente fica o Terminal Rodoviário e a Ponte do Trabalhador (Distrito Industrial de Timbó).
Se a estimativa de tráfego já é grande, pelo levantamento atual, é de se esperar que o fluxo será ainda maior com o passar dos anos, tanto pelo crescimento do número de veículos, como pelo encurtamento da distância que a rodovia vai proporcionar. Veículos advindos das movimentadas BR´s 280 e 116 poderão descer rumo ao litoral de Santa Catarina e o Sul do Estado. Também o acesso a Curitiba, via BR-116, será uma alternativa de acesso na região. O movimento e turistas de cidades como Mafra, Canoínhas, Rio Negro, São Bento do Sul e Rio Negrinho, entre outras, certamente farão uso desta rodovia.

 

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui