24.4 C
Timbó
quarta-feira, 24 de abril de 2024

Sua ajuda pode salvar vidas

Data:

Sua ajuda pode salvar vidas
Desconto de 10% do pagamento à vista do IPTU 2020 será destinado para o Hospital Oase e Renal Vi …

Clarice Graupe Daronco / JMV

Obra física está 100% concluída e equipamentos estão sendo  instalados junto a UTI Neonatal
Foto: Clarice Graupe Daronco / JMV
Obra física está 100% concluída e equipamentos estão sendo instalados junto a UTI Neonatal

TIMBÓ – Com o slogan “Sua ajuda pode salvar vidas, pague à vista seu IPTU” a Prefeitura de Timbó está realizando a distribuição dos carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2020.

Neste ano, como nos anteriores, os carnês no total de 24.356 estão sendo entregues pelos agentes Comunitários de Saúde do município, nas residências dos contribuintes, lembrando que o vencimento da cota única e da primeira parcela para pagamentos em até seis vezes é dia 14 de abril.

- Publicidade -

A expectativa da Secretaria Municipal da Fazenda e Administração é de recolher o montante de R$ 10.994.497,80. A campanha do IPTU deste ano continua para duas causas muito importantes: o desconto de 10% do pagamento à vista será revertido – 50% para o Hospital e Maternidade Oase e outros 50% para a Renal Vida – Unidade de Timbó.

Renal Vida 

Em entrevista à Rádio Cultura de Timbó, o coordenador responsável pela Renal Vida – Unidade de Timbó, médico Ian Robert Rehfeldt, explicou que a Renal Vida atende mais de 90 pacientes de Timbó e região, que seguem um calendário regular para se submeterem ao tratamento contínuo. O trabalho que a Unidade realiza é de excelência com foco em ajudar a salvar vidas e precisa da comunidade para dar início à construção de sua nova sede. A atual estrutura da Renal Vida já está pequena para atender com mais conforto e dignidade os pacientes que tanto sofrem com os problemas renais.

Segundo o médico a nova sede será construída junto ao espaço onde a Renal Vida está localizado hoje. “Firmamos uma parceria com o Hospital Oase e temos como meta tirar o atual prédio antigo e fazer uma construção nova para atender os pacientes que precisam de diálise”, observa o profissional ao comentar que a Renal tem um acordo formal com o Hospital Oase e a Oaset para legalizar o que caberá a cada uma das partes. “Também já temos um pré-projeto que mostra como ficará o prédio que será construído dentro do pátio do Hospital”.

O médico ressalta que hoje a Renal tem uma estrutura pequena para atender todos os pacientes que a procuram. “Não temos mais onde colocar esses pacientes, e precisaremos criar um terceiro turno, no período da noite, para temporariamente suprir essa necessidade que surgiu. A nova sede ofertará uma estrutura muito maior para atender com mais qualidade e eficiência os pacientes. Hoje temos 23 pontos de diálise, e com a ampliação também teremos a necessidade de adquirir mais equipamentos e materiais, que resultam em mais atendimentos não deixando nenhum paciente na espera de tratamento”.

O profissional observa que o prédio novo terá, conforme projeto inicial, cinco andares, sendo dois para a Renal Vida, dois para o Hospital Oase e um para a Oaset. “A parceria com a Prefeitura na questão do IPTU resultará no repasse de 50% dos 10% de pagamento à vista, que pode chegar a R$ 300 mil, valor para darmos início aos trabalhos, mas não para concluí-lo. A sua conclusão necessitará de um empenho maior na busca de recursos tanto junto às esferas: federal, estadual e municipal e também da comunidade que sempre colaborou nos desafios que são lançados para ajudar ainda mais a entidade”.

O médico observa ainda que o cronograma para a construção da nova sede da Renal Vida, ficará muito na dependência dos recursos que serão levantados com os projetos em andamento. “Não podemos iniciar algo que irá demorar para concluir. Sabemos da importância de termos uma sede com atendimentos próximos aos pacientes e da necessidade de incrementar novos pontos para atender com qualidade mais pacientes por dia, além de ter espaço para a demanda que venha a surgir. Com o apoio de todos poderemos estar realizando o sonho de ter uma estrutura com mais qualidade para atender a comunidade quando necessário”.

UTI Neonatal

Já o valor que será repassado ao Hospital e Maternidade Oase será utilizado nas obras de ampliação e adequação dos espaços para dar início aos atendimentos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal.

De acordo com o administrador do Hospital e Maternidade Oase, Robson Almeida, os 50% do valor dos 10% do pagamento à vista do IPTU, cerca de R$ 300 mil, serão utilizados para concluir algumas das obras que farão com que os atendimentos da UTI iniciem.

Sobre a UTI Neonatal, Almeida observa que a obra física está 100% concluída e que os equipamentos estão sendo instalados junto à Unidade. “Em breve estaremos concretizando o sonho da UTI Neonatal, cuja obra física já concluída teve um custo superior a R$ 3.500.000,00, sendo 51% oriundos do IPTU pago pela comunidade e 49% de doação do empresário de Jaraguá do Sul”.

O administrador destaca ainda que mesmo com a obra física finalizada e com os equipamentos, dos mais modernos que estão no mercado, instalados a UTI Neonatal somente entrará em funcionamento quando estiver assinado o contrato com o Ministério da Saúde para a sua regulamentação e o mesmo publicado no Diário Oficial da União e também com os recursos alocados dentro de uma verba no orçamento do Ministério da Saúde para que o Hospital não venha a arcar com custos desnecessários.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui