16.6 C
Timbó
sábado, 25 de maio de 2024

Timbó conquista ouro no Desafio Mundial

Data:

Timbó brilhou em sua estreia no Desafio Mundial da Natureza Urbana (DNU), destacando-se como uma cidade medalhista de ouro em quantidade de observações e espécies catalogadas no Vale do Itajaí. As informações foram fornecidas por Liu Idárraga Orozco e Maike Letícia Link Bianchini.

Eles afirmam que “esse foi um marco significativo para a cidade, especialmente após sua primeira incursão nas maratonas naturalistas em novembro de 2023, durante a Grande Biobusca do Hemisfério Sul de 2023 (GBS 2023)”.

- Publicidade -

Com o objetivo de superar os resultados do ano anterior e aumentar a participação na ciência cidadã, Timbó mergulhou na fase de observações entre os dias 26 e 29 de abril, seguida pela fase de identificação de 30 de abril a 5 de maio de 2024, encerrando oficialmente o Desafio Mundial da Natureza Urbana 2024 (#CityNatureChallenge2024).

Os números globais refletem a magnitude do evento: 2.436.844 observações; 65.682 espécies; 3.940 espécies raras ou ameaçadas de extinção; 17.588 identificadores e 83.528 observadores.

No Vale do Itajaí, Timbó destacou-se com 6.662 observações realizadas por 211 entusiastas. Destas, 42,58% já alcançaram o nível de pesquisa, enquanto 57,42% aguardam identificação. O esforço coletivo resultou na identificação de 1.540 espécies, graças ao trabalho de 367 identificadores.

Maike observa que “Timbó sediou dois eventos abertos ao público no Jardim Botânico Franz Damm, proporcionando oportunidades de observação e participação. Apesar das intempéries, a comunidade persistiu em sua busca, realizando até ações independentes no Bosque do Parque Henry Paul e nas proximidades do Parque Natural Municipal Freymund Germer (Morro Azul)”.

Ao final, Timbó registrou 1.755 observações, conduzidas por 31 pessoas. Dessas, 493 foram qualificadas como pesquisa, enquanto 1.276 aguardam identificação. O esforço conjunto resultou na identificação de 553 espécies por 155 identificadores, abrangendo uma variedade impressionante de animais, insetos, aves, aracnídeos, moluscos, anfíbios, mamíferos, répteis, plantas, fungos e até protozoários.

O reconhecimento não tardou a chegar, com Timbó conquistando a medalha de ouro em observações e espécies, além do bronze em participação cidadã no Vale do Itajaí. A contribuição excepcional de indivíduos como Patrícia Mees e Maike Letícia Link Bianchini também foi celebrada, rendendo-lhes merecidas medalhas por suas realizações notáveis.

Agradecimentos sinceros são estendidos a todos os participantes que dedicaram seu tempo e esforço para enriquecer a ciência cidadã e preservar a biodiversidade de Timbó. Aguardamos ansiosamente por futuras análises e conquistas que continuarão a moldar o cenário da conservação em nossa cidade.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui