21.1 C
Timbó
quarta-feira, 12 de junho de 2024

Aves exóticas integram cenário de propriedade no Encano Central

Data:

Aves exóticas integram cenário de propriedade no Encano Central
CRIAÇÃO: Empresário Alex Roedel mantém aproximadamente 35 espécies de aves aquáticas em quatro …

Cleiton Baumann

CLARICE DARONCO/JMV

INDAIAL – Aves vistas até então em filmes ou livros, podem ser observadas na propriedade do empresário Alex Roedel, em Encano Central. O empresário conta que tem a criação de aves exóticas desde 1993, quando, ao adquirir a propriedade onde hoje está instalada a empresa de reciclagem têxtil, observou uma área no terreno que acumulava água da chuva e pensou em transformar em uma lagoa para a produção de peixes. Com o passar dos anos começou a aparecer aves silvestres/selvagens em razão de a propriedade estar localizada as margens de uma área de preservação permanente.
Roedel já teve em sua propriedade cerca de 45 espécies de aves exóticas. Ele explica que algumas delas não se adaptaram ao ambiente e outras enfrentaram dificuldades para reprodução. “Hoje temos aproximadamente 35 espécies, entre elas o cisne real; cisne negro; diversas espécies de Tadornas; marrecos; gansos havaianos e australianos; emas, entre outras”. As aves estão distribuídas em quatro lagoas cercadas em uma área verde de aproximadamente 24 mil metros quadrados.
“Esta área está localizada dentro da área de preservação permanente, que conta com uma mata ciliar que não pode ser mexida. Os animais são criados com total liberdade para reprodução”, explica Roedel. Entre os cuidados com os animais, o proprietário destaca que todas são monitoradas pelo veterinário credenciado, que é responsável pela saúde das diversas espécies. “As aves são tratadas pelo médico veterinário da Clínica Veterinária Vira-Lata, sendo que os casos mais específicos são encaminhados aos profissionais do Zoológico de Pomerode”, ressalta Roeder.
Ele comenta ainda, que na época da postura é necessário fazer um monitoramento intenso nos ninhos, em razão da diversidade das espécies. “Contamos com o auxílio de chocadeiras para o crescimento populacional das aves”, afirma Roeder ao comentar que hoje ele conta com mais de 150 aves, no conjunto. O proprietário frisa ainda que todas as aves são exóticas, nenhuma serve para abate, mas sim, decoração. “O cuidado que precisa se ter com elas no dia-a-dia ajuda a aliviar a tensão dos problemas da empresa. Existe um apego emocional muito grande”, desabafa o empresário.
A propriedade é aberta para visitação durante os dias da semana, em horário comercial. O empresário tem disponibilidade em mostrar as aves e conversar sobre elas. Ele afirma que a criação está dentro das normas do Ibama, apesar de frisar que é preciso que o governo crie um órgão que possa auxiliar os criadores de aves e animais sem fins lucrativos. “Estamos sempre tentando fazer as coisas dentro da lei”, finaliza.

[email protected]

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui