16.4 C
Timbó
domingo, 21 de julho de 2024

Cidasc trabalha para melhorar a qualidade genética dos bovinos

Data:

Cidasc trabalha para melhorar a qualidade genética dos bovinos
MELHORAMENTO: Curso de Inseminação Artificial ensina produtores a adotar uma técnica simples e de …

Thomas Erbacher

CLARICE DARONCO/JMV

INDAIAL ? Na tentativa de melhorar a qualidade genética e a produtividade do rebanho bovino catarinense a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa – Cidasc realiza cursos de aprendizagem em inseminação artificial para essa espécie animal. No dia 23 de fevereiro teve início o primeiro curso do calendário de 2009, com a primeira turma, composta por 15 alunos e provenientes de diversas cidades de Santa Catarina e do Paraná.

- Publicidade -

Os cursos, realizados quinzenalmente por meio da sua Unidade de Ensino localizada no Posto Agropecuário de Indaial, são ministrados por uma equipe de médicos veterinários, e tem duração de uma semana. O objetivo principal é de formar profissionais técnicos na prática de inseminação artificial em bovinos. Segundo o coordenador do curso, o médico veterinário Milton da Silva Nemecek, os treinamentos incluem aulas teóricas e práticas de manipulação de botijões e de sêmen, da técnica da inseminação artificial, além de noções de melhoramento genético, raças e linhagens, sanidade animal e implantação de programas de Inseminação Artificial em propriedades e em comunidades.

Para a realização destes cursos, a Cidasc de Indaial, possui um rebanho de 120 matrizes, exclusivamente para os treinamentos, bem como, manequins do método Shiva. Nemecek observa que os conteúdos são abordados de uma forma didática, simples e objetiva, visando ensinar sobre a técnica de inseminação artificial, bem como, durante o seu desenvolvimento, diminuir dúvidas surgidas e dar orientações para um melhor aprendizado nessa biotécnica de reprodução animal.

?Estamos realizando um trabalho de fomento e que tem por objetivo estimular o produtor a adotar uma técnica simples e de resultados imediatos agregando valores ao rebanho e inclusive melhora a renda e por conseguinte a qualidade de vida das famílias?, frisa o médico veterinário ao observar que a Cidasc capacita anualmente 380 inseminadores para o trabalho a campo, seja em propriedades particulares, cooperativas, prefeituras, empresas ou associações de criadores.

O médico veterinário, especialista em reprodução coordena a aplicação dos cursos de aprendizagem em inseminação artificial há 25 anos. ?Nos últimos anos, uma grande quantidade de inseminadores foi capacitada em Indaial e graças ao trabalho e ao empenho desses profissionais, somado a participação de um grande número de prefeituras, pode-se afirmar que Santa Catarina insemina hoje um número de fêmeas bovinas em idade reprodutiva, bem acima da média nacional?, destaca Nemecek.

[email protected]

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui