26.4 C
Timbó
segunda-feira, 22 de abril de 2024

de casas em Rodeio, Ascurra e Pomerode

Data:

de casas em Rodeio, Ascurra e Pomerode
HABITAÇÃO: Nos três municípios, 37 residências serão erguidas pela Cohab/SC, em parceria com o …

Geraldino José Ochner

PRISCILA SELL/JMV

RODEIO/ASCURRA/POMERODE – Seis meses após a catástrofe climática que assolou Santa Catarina, os municípios atingidos lutam pela reconstrução e para voltar à normalidade. Nesta semana, deu-se um importante passo nesta batalha: foram assinados os termos de doação e aceite de moradia para construção de residências em Rodeio, Ascurra e Pomerode através de uma parceria entre a Companhia de Habitação do Estado de Santa Catarina – Cohab/SC e o Instituto Ressoar.
A assinatura aconteceu na quarta-feira, dia 27, e reuniu os prefeitos municipais e a presidente da Cohab/SC, Maria Darci Mota Beck. Rodeio recebeu 20 casas, Ascurra foi contemplada com sete e outras dez foram destinadas ao município de Pomerode. Cada casa terá 36 metros quadrados, distribuídos entre dois quartos, sala, cozinha e banheiro. As casas devem ser entregues até agosto.
Durante cinco anos, as famílias contempladas não poderão vender as residências. Passado este período, elas receberão as escritura e aí sim, poderão vendê-las. Se antes desse prazo algum dos beneficiários quiser se mudar, deverá devolver a casa para a prefeitura, que por sua vez, a doará para alguma família carente cadastrada na Assistência Social do município.

Rodeio precisa de mais casas   
Além das 20 casas recebidas, Rodeio precisa de mais 18. “Temos em vista a compra de mais dois terrenos, um no bairro dos Lagos e outro no Glória, para construir essas 18 residências. Para tanto, precisamos que o governo estadual, através da Defesa Civil, nos repasse um valor em torno de R$ 170 mil”, diz o prefeito em exercício, Genor Girardi. “O no bairro dos Lagos tem 34 mil metros quadrados. Já entramos em acordo com o proprietário quanto ao valor – R$ 90 mil – e estamos fazendo o desmembramento”, completa.
Depois de efetivada a compra desses terrenos, a Prefeitura de Rodeio terá outro desafio: construir as 18 casas. “O município não tem recursos para isso. Então, trabalharemos para conseguir a doação de mais casas. Se não conseguirmos, existe a possibilidade de as famílias fazerem um financiamento junto a Cohab, no qual pagam um valor baixo mensalmente. Essa, porém, será nossa última opção”.
Os trabalhos de preparação do terreno onde serão construídas as 20 residências já confirmadas, em Rodeio 32, estão adiantados. “Os trabalhos de terraplanagem foram concluídos. Agora, trabalhamos na colocação da tubulação. Os projetos para fornecimento de energia elétrica também estão em fase de elaboração. Essas casas serão entregues para famílias que vivem abrigadas na Vila Italiana”, explica.

[email protected]

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui