15.9 C
Timbó
sexta-feira, 19 de julho de 2024

Desabrigados necessitam de colchões e alimentos

Data:

Desabrigados necessitam de colchões e alimentos
ENCHENTES: Cerca de 260 famílias estão desabrigadas na cidade e necessitando de ajuda e donativos …

Thomas Erbacher

LILIANI BENTO/JMV

INDAIAL ? Depois de encaminhar os atletas que estavam participando dos Jasc para suas cidades, pois apenas alguns não tiveram como voltar para casa, a Prefeitura começou a organizar os abrigos para os desalojados pela forte chuva do final de semana. Além disto, quem quiser fazer donativos de colchões e alimentos pode entrar em contato com a Secretaria de Assistência Social. Até ontem, segunda-feira, a Prefeitura contabilizava cerca de 260 famílias desabrigadas. O nível do rio chegou a 4,70 metros acima do normal.

- Publicidade -

Deste total, 90 delas tiveram que sair de suas casas, mas não perderam tudo. Enquanto que 170 famílias perderam a casa, móveis e objetos pessoais. Além disto, há cerca de 20 casas danificadas.

Aproximadamente 100 pessoas já retiraram na Assistência Social colchões, cobertores, travesseiros, roupas de cama de adulto e alimentação. Os profissionais reforçam o pedido para que as pessoas que puderem, doem colchões e mantimentos. Por enquanto, ainda não houve registro de mortes em Indaial.

As chuvas suspenderam os Jasc e os atletas foram encaminhados para suas casas. Permaneceram em Indaial apenas aqueles que não tinham acesso aos seus municípios. Além disto, também permanecem na região os que ficaram ilhados, como por exemplo, os que estavam em Pomerode e Rio dos Cedros. Dos 95 municípios que estavam competindo, atletas de 44 deles estavam alojados em Indaial.

[email protected]

Emergências as pessoas devem ligar para a Defesa Civil no 199

Quem não tem como levar doações até a unidade, pode fazer a ligação para 3333-4185 ou 3333-4186, que alguém busca os donativos em casa.

As aulas foram suspensas nas escolas e faculdades

Enquanto a situação não se normalizar não haverá aula nas redes municipais, estaduais e particulares. A Uniasselvi e a Furb também suspenderam as aulas. As unidades de educação infantil estão funcionando no esquema de plantão. Quem não tiver necessidade de usar as unidades infantis, deve ficar com seus filhos, pois, alguns professores moram em outras cidades e não estão vindo trabalhar em Indaial.

As unidades Polaquia e Recrear não funcionaram ontem, pois, foram interditadas pela Defesa Civil. Os pais que precisarem utilizar estas duas unidades, devem procurar a mais próxima da sua residência.

Ainda há risco de desabamentos

Com a possibilidade de novas chuvas, a Defesa Civil está orientando as pessoas para saírem de casas se houver algum risco de desabamento. Os moradores de áreas de risco também devem ficar atentos ao aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e inclinações de troncos de árvores e postes.

Além disto, o recomendado é que, no caso de alagamentos, a população evite contato com as águas que podem estar contaminadas, causando doenças como, por exemplo, a leptospirose. A Casan está pedindo que as pessoas também economizem água, pois houve alguns rompimentos, mas os estragos estão sendo solucionados. Ontem, segunda-feira, os bairros Estrada das Areias, Warnow e Ribeirão das Pedras ficaram sem água.

O Departamento de Trânsito pede para que as pessoas tenham paciência ao utilizar a Avenida Manoel Simão, que ainda continua interditada em função da drenagem da pavimentação asfáltica. Enquanto não parar de chover, não é possível concluir as obras.Algumas ruas também estão interditadas devido aos estragos ocasionados pelas chuvas. Confira quais são elas: alguns trechos da rua Minas Gerais, ruas Otto Grankow, Bagé, Palotina e no bairro Warnow, a comunidade de Palotina. Parte da rua Adolfo Molinari, na Polaquia, também está interditada devido aos deslizamentos. A rua Dr. Blumenau (estrada velha), que liga a Blumenau, pode ser usada, mas com cautela e só quem realmente precisa se deslocar.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui