30 C
Timbó
quarta-feira, 24 de abril de 2024

Educação infantil recebe atenção especial em Indaial

Data:

Educação infantil recebe atenção especial em Indaial
INVESTIMENTO: Dezesseis unidades de educação infantil estão sob a coordenação da rede municipal …

Cleiton Baumann

CLARICE DARONCO/JMV

INDAIAL – A educação é hoje um dos temas mais discutidos no mundo. A qualidade da educação na rede pública tornou-se um desafio em função da fragilidade da estrutura familiar e banalização da escola pela sociedade. A Secretaria de Educação de Indaial aposta no resgate de valores morais, pela escola, nas pequenas ações do cotidiano, pelo exemplo de respeito e valorização do que é público. A secretária de Educação, Silvana Goes da Costa, informa que a administração recebeu a coordenação de 16 unidades de educação infantil. Após uma criteriosa avaliação está sendo possível afirmar a real situação das unidades no município.
Entre as unidades que apresentaram problemas destacam-se: a do Arapongas e de João Paulo II. Silvana observa que das 16 unidades existentes no município, seis funcionam em prédios alugados, adaptadas, porém longe das condições adequadas, segundo os critérios do Ministério da Educação e Cultura – MEC. Conforme Silvana, a Secretaria de Educação tem no momento uma lista de espera de aproximadamente 400 crianças.
“A Secretaria tem o compromisso e sabe da importância em aumentar o número de matrículas na Educação Infantil, pois, segundo a LDB/96, este é ‘um direito da criança, opção da família e dever do Estado’. Sendo a primeira etapa da educação básica, o município prima pela qualidade no atendimento, tendo como objetivo o bem-estar e o desenvolvimento integral da criança em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social. Os educadores que atuam nas UEI são formados e qualificados”, destaca a secretária.
São atendidas atualmente no município 2.033 crianças de zero a seis anos de idade nas unidades, sendo 950 em período integral, significando a ocupação de duas vagas, perfazendo um total de 2.983 vagas ocupadas; 366 crianças de quatro a seis anos nas escolas de ensino fundamental da rede municipal e estadual.
Diante deste contexto, a Secretaria de Educação já elabora um planejamento para absorver toda esta demanda, adequadamente, em médio e longo prazo, em unidades construídas segundo os critérios do MEC, respeitando o aspecto da acessibilidade assim como a capacidade da rede elétrica para comportar a instalação de aparelhos de ar condicionado. “Temos como prioridades, conforme a demanda, os seguintes bairros: Estrada das Areias, Tapajós, Mulde, Encano do Norte e Carijós”, finaliza Silvana.

[email protected]

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui