21.1 C
Timbó
quarta-feira, 12 de junho de 2024

Multas de trânsito surgem como presente ?grego?

Data:

Multas de trânsito surgem como presente ?grego?
INFRAÇÃO: Motoristas de Indaial recebem comunicado de infração de trânsito pelo correio de cida …

Thomas Erbacher

CLARICE DARONCO/JMV

INDAIAL – Você está em sua residência, meses de férias (janeiro/fevereiro) pensou em não viajar para não elevar o orçamento do mês, pois tem a escola do filho, os impostos do automóvel, da casa, entre outras contas mensais para pagar. De repente toca a campainha e o carteiro lhe entrega uma carta: eis uma multa de trânsito.

- Publicidade -

Como entender que você recebeu uma multa de trânsito de uma cidade onde você não esteve recentemente. E que esta multa, além de pesar no orçamento, lhe tira pontos da carteira de habilitação. Isso não é ficção, é fato real. Dezenas de motoristas da cidade de Indaial e região estão recebendo multas de trânsito pelo correio sem ter estado no município de origem da multa.O fato mais recente aconteceu com o indaialense Osmar Voss. Ele recebeu uma multa de trânsito da cidade de Bombinhas, no dia 8 de janeiro de 2009, às 20h12min, por estacionar o veiculo na contramão de direção. Osmar argumenta que faz dois anos que não vai até a cidade de Bombinhas e que na data em que a multa foi registrada seu veículo encontrava-se em uma oficina da cidade de Indaial.

O filho de Osmar também recebeu uma multa da cidade de Governador Celso Ramos, cidade em que ele nunca esteve e, a sua vizinha, recebeu uma multa da cidade de São Paulo e também afirma não ter estado lá na data da multa. O indaialense está recorrendo junto às autoridades para fazer a defesa da autuação e solicita aos demais motoristas que estão recebendo multas, sem as terem cometido, que recorram também. ?Hoje são alguns reais e pontos na carteira de habilitação, mas se isso não for um erro de digitação, pode vir a ser, futuramente, uma terrível dor de cabeça, ou seja, um carro clonado que pode vir até a se envolver num acidente de trânsito mais grave?, frisa Osmar.

Segundo o sargento Andrade, da Polícia Militar de Indaial, é importante que os motoristas, ao receberem este tipo de autuação, entrem com o recurso para verificar o porquê da multa. ?Em muitos casos pode ser erro de digitação que com o recurso pode vir a ser conferido, em outros, pode se tratar de clonagem?, explica o sargento. Osmar está disputo a recorrer para ter certeza do que se trata a multa. ?Se for um erro de digitação, tudo será resolvido, mas se for uma placa clonada? Quem me garante que as infrações irão parar por ai??, pergunta o indaialense.

O despachante Sergio da Veiga destaca que alguns dos seus clientes já tiveram o mesmo problema que Osmar. Ele aconselha aos motoristas para que façam o registro do Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia e solicitem a perícia do veículo. ?Hoje tenho o conhecimento que cerca de 2% dos motoristas de Indaial receberam este tipo de ?presente? pelo correio. Cerca de 50% daqueles que entraram com o recurso tiveram êxito, pois se tratava apenas de erro de digitação?, afirma Sergio. Ele comenta que teve um caso de um cliente que teve seu carro multado em Apucarana, no Paraná, sendo que o veículo encontrava-se há vários meses em uma revenda para ser comercializado. ?È importante verificar o seguinte: se existir apenas uma multa pode ser erro de digitação, mas se tiver mais de uma, isto pode ser visto como a existência de carro clonado. Neste caso é muito mais complicado o processo, razão pela qual a necessidade do registro do Boletim de Ocorrência e a perícia no veículo?, afirma o despachante.

O delegado da Polícia Civil de Indaial, José Klock, também frisou a importância do Boletim de Ocorrência e da necessidade de fazer o recurso explicando a situação e, encaminhar uma cópia para o Detran e outra para a Delegacia de Polícia de origem da multa, buscando assim uma explicação para o ocorrido.

[email protected]

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui