23.3 C
Timbó
quarta-feira, 24 de abril de 2024

Novos alimentos inovam a merenda escolar servida em Indaial

Data:

Novos alimentos inovam a merenda escolar servida em Indaial
QUALIDADE: Introdução de peixe, após teste de aceitabilidade, é destaque no cardápio alimentar …

Cleiton Baumann

CLARICE DARONCO/JMV

INDAIAL – As crianças que são atendidas pela Secretaria de Educação de Indaial estão recebendo, neste ano, uma alimentação diferenciada. Segundo a nutricionista da Secretaria, Luana Trierveiler Pereira, a merenda do município vem inovando sempre com pratos diferentes para uma alimentação mais saudável e de qualidade. Ela explica que foram introduzidos no cardápio alguns alimentos e preparações novas que passaram, primeiramente, pela aprovação dos alunos, como o peixe de água salgada, feijão vermelho, lentilha, batata salsa, queijo prato e o peito de frango.
“Os cardápios são compostos por preparações diferentes todos os dias, para não haver monotonia na alimentação, dando atenção a uma alimentação colorida”, observa Luana. A nutricionista destaca que o peixe escolhido para a merenda não contém muitas espinhas, já para facilitar o preparo e o consumo. “Esse peixe de água salgada traz vários benefícios à saúde, é rico em ômega-3, ferro, iodo e proteína, que ajudam no desenvolvimento do cérebro das crianças, protegendo também contra inflamações”, explica.
Luana destaca que nas escolas e nas unidades de educação infantil o peixe é servido uma vez por mês até que os alunos se acostumem com o sabor e a preparação por ser novo no cardápio. “Estamos tomando certos cuidados com este alimento, visto que muitas crianças nunca experimentaram, pois as famílias ou não têm o hábito de consumir este alimento, ou não o compram porque tem um preço diferenciado das demais carnes”, ressalta a nutricionista.
Outro alimento é a lentilha, da mesma família do feijão, contém amido que previne contra infecções, é rica em proteína e ferro – que são construtores de órgãos e tecidos – e se ingerida com algum alimento rico em vitamina C, como a laranja, previne a anemia – doença com alto índice em crianças pequenas. É também rica em fibras solúveis, que diminuem a velocidade de absorção de nutrientes e do colesterol dos alimentos.  A nutricionista informa ainda que também foi introduzida no cardápio  a batata salsa, que é rica em vitamina C, evitando problemas de pele, aparelho digestivo e sistema nervoso.
 

Crianças participam do teste de aceitabilidade

- Publicidade -

Antes de introduzir algum alimento no cardápio é feito o teste de aceitabilidade com os alunos, que por meio de escrita ou pintura, revela se gostaram ou não da preparação. Nas unidades de educação infantil é feita a entrega de um papel contendo cinco carinhas diferentes, sendo que a criança pinta a carinha de acordo com o que sentiu ao provar a comida. Já nas escolas, por os alunos serem maiores, a avaliação é feita dentre cinco alternativas diferentes, desde o gostar muito e desgostar.
O cardápio escolar é elaborado por uma nutricionista habilitada e programado a suprir, no mínimo, 15% das necessidades diárias dos alunos matriculados e de acordo com a estação do ano (inverno e verão). É composto preferencialmente de “alimentos básicos”, como proposto pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento de Educação, como açúcar, arroz, farinha de trigo, carne bovina, feijão, frutas, fubá, legumes, macarrão, pão, leite, entre outros. De acordo com a estação do ano, os alimentos também mudam.
A nutricionista observa que a Secretaria de Educação atende treze escolas municipais, dezenove unidades de educação infantil, dezessete creches domiciliares e um centro de educação de jovens e adultos, beneficiando assim, em torno de 7.240 alunos.
 

[email protected]

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui