14.4 C
Timbó
terça-feira, 25 de junho de 2024

Obras da UTI do Hospital Beatriz Ramos estão paradas

Data:

Obras da UTI do Hospital Beatriz Ramos estão paradas
SAÚDE: Foram investidos R$ 390 mil em obras civis e R$ 650 mil em equipamentos, restando R$ 1 milh? …

Thomas Erbacher

CLARICE DARONCO/JMV

INDAIAL ? Com o objetivo de oferecer suporte avançado de vida a pacientes agudamente doentes que, porventura, possuam ter chances de sobreviver, o Hospital Beatriz Ramos – HBR de Indaial está empenhado na concretização de um grande sonho: a implantação da Unidade de Terapia Intensiva ? UTI. Segundo informações da direção do HBR, coordenada pelo empresário Adolfo Fey, as obras da UTI tiveram início em 2006, sendo que atualmente o prédio está pronto, mas para dar continuidade a implantação da Unidade, falta a aprovação do projeto junto a Vigilância Sanitária.

- Publicidade -

?Para a UTI entrar em funcionamento, ainda falta a aprovação do projeto arquitetônico junto a Vigilância Sanitária, e também a liberação do restante dos recursos para a conclusão da obra?, frisa o empresário. A direção do Hospital ressalta que a UTI – com capacidade de dez leitos -, após estar implantada, irá atender a população de Indaial e de toda a região do Médio Vale.

Entre os investimentos para a realização deste projeto, Adolfo afirma que já foram investidos em obra civil R$ 390.000,00 e em equipamentos R$ 650.000,00. ?Dependendo do projeto final, sem considerar o centro de imagens e o laboratório, ainda serão necessários outros R$ 1.000.000,00 aproximadamente?, adianta o empresário ao frisar que os recursos são provenientes da Secretaria Estadual de Saúde e que em razão da demora na aprovação do projeto arquitetônico ainda não existe data para o inicio das atividades.

Adolfo observa que após concluir toda a instalação da UTI e definir a sua operacionalidade, a Unidade irá suprir uma demanda de pacientes da cidade e região, eliminando a carência de leitos, e propiciando que o Hospital Beatriz Ramos evolua para atendimentos de alta complexidade. Hoje o HBR realiza, por mês, 450 internações, 3.300 atendimentos de pronto socorro, 440 atendimentos ambulatoriais e 890 exames de raios-X de pacientes externos.

Ações do HBR dependem da comunidade

Adolfo Fey destaca que o HBR é uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, que foi inaugurado no dia 30 de setembro de 1951. ?A Associação Beneficente Hospital Beatriz Ramos é a entidade mantenedora da instituição, que desde 13 de junho de 1943, promove campanhas públicas para a edificação e aperfeiçoamento do Hospital?, informa o empresário. Ele frisa que hoje, o Hospital Beatriz Ramos é um dos maiores patrimônios sociais do município e, novamente, precisa da vontade conjunta dos ilustres cidadãos do Vale do Itajaí, além dos subsídios governamentais, para continuar o trabalho de adequação dos equipamentos e das instalações que o doente merece.

?Em 2008, 62% dos serviços de saúde foram prestados para o Sistema Único de Saúde?. Entre os serviços realizados pelo HBR destaca-se a emergência, o Centro de Diagnóstico por Imagens, o Centro Cirúrgico, a internação Clínica, Pediátrica e Maternidade. ?Vinte são as especialidades médicas associadas a mais de 140 profissionais de diversas áreas, sendo que o Hospital possui atualmente 91 leitos para internação e 12 leitos para observação?, observa Adolfo ao ressaltar que os usuários do Hospital Beatriz Ramos são principalmente idosos, crianças e adultos residentes em Indaial e municípios de Apiúna, Rodeio, Timbó, Ascurra, Benedito Novo, Blumenau, Doutor Pedrinho e Rio dos Cedros dentre outros.

[email protected]

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui