15.9 C
Timbó
sexta-feira, 19 de julho de 2024

Saúde realiza vacinação contra Rubéola.

Data:

Saúde realiza vacinação contra Rubéola.
Todas as pessoas com idades entre 20 e 39 anos devem se vacinar contra a Rubéola. …

Thomas Erbacher

LILIANI BENTO/JMV

INDAIAL ? Todas as pessoas com idades entre 20 e 39 anos devem se vacinar contra a Rubéola. A campanha nacional tem início neste sábado, dia 9, e segue por cinco semanas. Em Indaial, haverá equipes volantes nas ruas mais movimentadas, nos postos de gasolina, supermercados e todos os postos de saúde estarão abertos. Durante a próxima semana, equipes da Secretaria da Saúde estarão visitando empresas e comércios para vacinar gratuitamente. É bom aproveitar a campanha para se vacinar, pois, segundo o auxiliar de enfermagem da Secretaria de Saúde, Manoel de Oliveira, mais tarde serão feitas blitz e, quem não possuir a carteirinha, terá que ser vacinado. A expectativa é de vacinar cerca de 17 mil pessoas no município.

- Publicidade -

Estas atitudes fazem parte da maior campanha nacional contra a Rubéola feita no Brasil. A meta no país é de imunizar aproximadamente 70 milhões de pessoas de ambos os sexos. Em Santa Catarina, a expectativa é de atingir 2 milhões. Esta ação faz parte do compromisso firmado pelos países das Américas durante a 44ª Reunião do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) de eliminar até 2010 a Rubéola e a Síndrome da Rubéola Congênita, que pode causar aborto ou má formação no bebê.

A Rubéola é uma doença infecto-contagiosa, causada pelo Togavírus, que pode até matar. Sua característica mais marcante são as manchas vermelhas que aparecem primeiro na face e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo inteiro.

Vacinação contra poliomielite.

No sábado também será o último dia para a vacina contra a poliomielite. Quem não vacinou seu filho menor de cinco anos, durante a campanha, deve procurar um posto de saúde para atualizar a carteirinha de vacinação. A poliomielite ou ?paralisia infantil? é uma doença infecto-contagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro clássico de paralisia flácida de início súbito. O déficit motor instala-se subitamente e a evolução desta manifestação não costuma ultrapassar três dias. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principais características: flacidez muscular, com sensibilidade conservada e arreflexia no segmento atingido. A doença foi de alta incidência no país em anos anteriores, deixando centenas de deficientes físicos por ano. Hoje se encontra erradicada no Brasil em virtude das ações de imunização e vigilância epidemiológica, desenvolvidas desde 1980 até 1994, quando o país recebeu o ?Certificado de Erradicação da Transmissão Autócne do Poliovírus Selvagem nas Américas?.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui