23 C
Timbó
terça-feira, 16 de abril de 2024

Vale Europeu sedia 2ª edição do Velotour no Carnaval

Data:

Vale Europeu sedia 2ª edição do Velotour no Carnaval
Um novo esporte reúne os amantes da natureza durante o feriado de Carnaval para pedalar pelo circui …

Thomas Erbacher

CLARICE DARONCO/JMV

INDAIAL – Você que não gosta das folias do Carnaval, mas é amante da natureza, já pode se sentir realizado. No feriado de Carnaval, você terá uma nova opção para fugir da cidade: é o Velotour. Este será o segundo Velotour do país e vai acontecer no Circuito Vale Europeu, durante o Carnaval de 2009.

- Publicidade -

Este Velotour terá sete dias de duração, divididos em duas partes. Nos primeiros três dias, os integrantes percorrerão o trecho do circuito de Timbó até Rodeio, conhecido como parte baixa. Porém, os cicloturistas que tiverem disponibilidade, poderão continuar junto ao grupo do Clube de Cicloturismo, que irá finalizar toda a volta do circuito nos próximos quatro dias, percorrendo também a parte alta. O dia que antecede o Velotour (sábado, 21) será uma ótima oportunidade de integração dos participantes antes do início da viagem, em Timbó.

O Velotour é um grande passeio onde as pessoas pedalam de forma autônoma e independente, mas todos saindo do mesmo local e na mesma data. Não tem caráter competitivo, ao contrário, visa estimular o companheirismo e a interação com os outros participantes e com o local. O percurso pode ser de um dia ou de vários dias. A participação é gratuita e cada participante é autônomo, isto é, carrega seus próprios pertences e tudo o que for precisar durante a viagem. Os participantes levam suas ferramentas, seu alimento e água, pois não há carro de apoio. A idéia é realmente fazer uma viagem autônoma. Essa nova modalidade de cicloturismo está sendo implantada no Brasil pelo Clube de Cicloturismo.

A estrutura é bastante simples. Os participantes recebem uma planilha do percurso e uma credencial do Velotour para ser preenchida ao longo da pedalada. Não há guias ou monitores. Mas, no decorrer do percurso de cada dia, existem cerca de dois ou três pontos de controle (PCs), onde a credencial é carimbada por um membro da equipe Velotour com os carimbos específicos (que pertencem ao Clube de Cicloturismo). Ao final da viagem, se o participante tiver passado por todos os PCs, ele recebe um certificado de que completou o percurso (que é um carimbo especial de conclusão e a assinatura de um oficial do Velotour). Os participantes não necessariamente precisam formar um grupo, já que cada um pode ir no seu próprio ritmo.

No Velotour não há um carro de apoio para acompanhar e carregar bagagens. Porém, existe um carro de resgate que passa uma ou duas vezes por dia, conforme o percurso, para recolher ciclistas que por motivo de problema mecânico, esgotamento físico ou outro problema qualquer, não possam completar o trajeto. Os ciclistas que participam do Velotour pedalam por sua conta e risco, devendo respeitar as leis de trânsito e conduzir a bicicleta com segurança, assumindo todos os riscos de se pedalar em ruas e estradas.

Não há um número máximo de participantes. O único fator limitante é a infraestrutura local, como alimentação e hospedagem. Os próprios participantes devem providenciar suas reservas com antecedência em hotéis, na associação turística responsável, ou ainda utilizar os serviços de uma agência, se quiserem.

É esperado que o Velotour tenha uma ótima receptividade tanto de público quanto de mídia, por ser um acontecimento aberto, gratuito e que permite uma adesão bastante ampla de pessoas e famílias. Isto é, apesar de exigir um certo preparo físico, o Velotour não é restrito a atletas. Ao mesmo tempo em que é acessível, oferece também, uma boa dose de desafio e aventura para quem está em busca de atividades junto à natureza.

[email protected]

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui