21.3 C
Timbó
segunda-feira, 22 de abril de 2024

Chuvas e ventos são registrados em Timbó

Data:

Chuvas e ventos são registrados em Timbó
No domingo, cerca de 12 cidades foram atingidas pelos temporais registrados no Estado …

Clarice Graupe Daronco / JMV

TIMBÓ – A previsão da Defesa Civil do Estado se confirmou na tarde de ontem, dia 17. De acordo com a Defesa Civil foi emitido um aviso meteorológico, pela Epagri /Ciram, às 16h50min, do registro de pancadas de chuva com descarga elétrica, risco de granizo isolado e ventos de 60 a 80 quilômetros por hora em Santa Catarina, principalmente no Planalto Sul, Litoral Sul, Vale do Itajaí e Grande Florianópolis.
Em Timbó foi registrado chuvas fortes, trovoadas e algumas rajadas de vento. O mesmo que já tinha sido registrado no final da noite de domingo, dia 16, quando várias residências, em diversos bairros ficaram sem energia elétrica. Ontem, apesar das fortes chuvas não foi registrado queda de energia, no município. Até o fechamento desta edição não se tinha informação de registro de ocorrência, devido as chuvas e ventos.
Os municípios do Sul do Estado também voltaram a registrar vendaval por volta das 15h, de ontem. Conforme a Defesa Civil, pelo menos duas cidades, Joaçaba e Herval D’Oeste, cidades do Oeste catarinense, também registraram danos. A maior parte dos registros é de destelhamento e queda de árvores, informou o órgão.
Os registros de temporais devem seguir até o dia 19 de outubro. A previsão é da Epagri/Ciram. De acordo com informações a previsão é de uma massa de ar úmido e quente, que irá predominar no Estado, deixando as temperaturas altas, próxima e acima de 30°C na maioria das regiões, com pancadas de chuva por vezes acompanhadas de temporais com granizo e ventania (rajadas em torno de 60 a 90km/h), especialmente no Planalto Sul e Litoral Sul.  A instabilidade segue mais forte no Rio Grande do Sul, portanto nas áreas mais próximas desse Estado, o risco de temporais é maior. 

Destruição

- Publicidade -

A Defesa Civil de Santa Catarina confirmou que o fenômeno que atingiu Balneário Rincão, no Litoral Sul, foi um “tsunami meteorológico”. O fenômeno ocorre quando uma quantidade de nuvens carregadas e fortes ventos avançam rapidamente sobre o mar e formam uma grande onda que chega até a praia.  Pouco antes das 17h de domingo, dia 16, uma grande onda se formou e atingiu carros e pessoas que estavam na praia da Barra do Torneiro. 
Ainda no decorrer da noite de domingo, 12 municípios tiveram estragos em decorrência das chuvas e vendavais. Em Tubarão, no Sul, foi montada uma Sala de Situação para atender à população. Casas foram destelhadas, árvores derrubadas e milhares de imóveis ficaram sem energia elétrica.
Uma menina de sete anos morreu após árvores atingirem o carro em que estava no bairro São João, em Tubarão. Bombeiros retiraram o corpo da criança, que foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). O pai da menina foi hospitalizado em estado de choque.
A Defesa Civil registrou danos em Tubarão, Laguna, Braço do Norte, Pedras Grandes, Araranguá, Balneário Rincão, Imbituba, Morro da Fumaça, Urussanga, Garopaba, Orleans e Anitápolis.
O secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, visitou a região ainda no domingo, sendo que ontem ele informou que esteve em contato direto com o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Renato Newton Ramlow, que se comprometeu em auxiliar Santa Catarina caso seja necessário.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui