22.5 C
Timbó
sexta-feira, 12 de abril de 2024

Termina a greve nos bancos

Data:

Termina a greve nos bancos
Atendimento volta a ser normalizado nesta sexta-feira, após um mês de paralisação da categoria …

Bruna Laline Ramos/JMV

TIMBÓ –  Após um mês de greve, o atendimento nas agências bancárias de todo o país voltam a ser normalizados. Na região do Médio Vale do Itajaí, a decisão foi anunciada em Assembleia realizada no fim da tarde de ontem, dia 6, pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Blumenau e Região (SEEB), em Blumenau.
O objetivo do encontro foi deliberar sobre a nova proposta de Acordo Coletivo de Trabalho da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil para, assim, definir se a greve continuaria ou não.
Durante a Assembleia, ficou acertado que a categoria aceitaria o reajuste de 8% e um abono salarial de R$ 3.500,00 este ano e a reposição integral do INPC mais 1% de aumento real para toda a categoria em 2017.
O vale-alimentação teve um reajuste de 15%.

Greve em Timbó 
    
Em Timbó, apenas os funcionários da Caixa Econômica Federal haviam aderido à greve desde o dia 5 de setembro. Nas demais agências bancárias do município, como Itaú, HSBC, Bradesco e Banco do Brasil, o atendimento foi paralisado apenas na última semana do mês, por intervenção do Sindicato.
Com a greve, o atendimento dentro das agências ficou paralisado, mas os serviços de auto-atendimento continuaram funcionando normalmente, como saque, depósito, pagamentos e os serviços pela internet. 
De acordo com o gerente-geral da agência da Caixa no município, Walmor Zermiani Júnior, os principais serviços bancários, como depósito, saque, pagamento, extrato e transferência estão sempre disponíveis nos canais de atendimento, lotérica, sala de auto-atendimento, internet banking, mobile banking (celular) e correspondentes bancários.
“Mesmo com a greve, o saque de FGTS e PIS também estão disponíveis com o Cartão do Cidadão. O saque do benefício de aposentadoria também está disponível com a utilização do cartão”, explica Zermiani.
Segundo informações do responsável de outra agência bancária do município, durante a paralisação os clientes podem resolver muitos de seus assuntos por telefone, caixas eletrônicos, internet ou mobile baking. “O saque de cheques nos caixas é basicamente o único serviço que não é oferecido durante a greve”, afirma.
Ainda segundo ele, os principais prejudicados com a greve são aqueles que dependem de auxílios, como saque do FGTS, auxílio desemprego, contratos imobiliários, entre outros. “Para os demais serviços existem canais alternativos”, explica.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui