13.8 C
Timbó
terça-feira, 28 de maio de 2024

Autor de latrocínio é condenado a 26 anos e quatro meses de prisão.

Data:

Autor de latrocínio é condenado a 26 anos e quatro meses de prisão.
CRIME: Condenação é a maior na história da comarca e foi proferida pelo juiz Ubaldo da Silva Net …

Thomas Erbacher

TIMBÓ ? O réu Rodolfo Covizze Pereira, 25 anos, foi condenado ao cumprimento da pena de 26 anos e quatro meses de reclusão, em regime fechado, pelo crime de duplo latrocínio (roubo seguido de morte), ocorrido no dia 5 de outubro de 2007. A decisão é do juiz de Direito da vara criminal de Timbó, Ubaldo Ricardo da Silva Neto, mas ainda cabe recurso. ?Por se tratar de crime hediondo, ficou estabelecido o regime fechado para o início do cumprimento da pena imposta ao réu?, afirma o juiz. Além disso, Rodolfo não poderá recorrer em liberdade. Esta é a maior condenação de um crime na história da comarca de Timbó.

Relembrando o caso

- Publicidade -

O crime aconteceu na noite do dia 5 de outubro, mas os corpos de mãe e filho somente foram encontrados na tarde de domingo, dia 7, no interior da residência, localizada no bairro Araponguinhas, em Timbó. O cheiro forte que vinha do interior da casa, além de manchas de sangue na varanda da residência, fizeram uma vizinha das vítimas a acionar a Polícia, que se deslocou até o local.

Na época, a Polícia Civil de Timbó instaurou inquérito policial para investigar a causa da morte de Elvina e Ézio Cipriani, respectivamente com 80 e 60 anos. As vítimas foram esfaqueadas e apresentavam sinais de agressão física. O crime chocou a comunidade da região.

Durante o depoimento na tarde de 8 de outubro, Rodolfo confessou a autoria do duplo homicídio. Rodolfo Covizze Pereira é natural da cidade de Osasco, São Paulo, e residia há aproximadamente dez anos em uma casa vizinha da família Cipriani, a qual prestava esporadicamente, serviços de jardinagem. O autor do homicídio roubou R$ 50,00 das vítimas para comprar entorpecente.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui