17 C
Timbó
domingo, 21 de abril de 2024

Corpo encontrado no rio Benedito é de Ariana

Data:

Corpo encontrado no rio Benedito é de Ariana
Há 24 dias desaparecida sem deixar pistas, Ariana, já sem vida, foi encontrada nas águas do rio B …

Neila Daronco/JMV

Foto: JMV

TIMBÓ- Na manhã desta segunda-feira, 16 de julho, a PM recebeu a informação que havia um corpo na ilha do Rio Benedito, após a represa da Thapyoka no centro de Timbó. A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militares também se deslocaram ao local e confirmaram tratar-se do corpo de uma mulher. Segundo informações iniciais prestadas pelo delegado Gilberto Azevedo, de acordo com as características da roupa usada por Ariana Donato Arndt, de 16 anos, no último dia de seu desaparecimento, dia 22 de junho de 2012, poderia ser dela o corpo encontrado.
Após o resgate do corpo, por volta das 11 horas da manhã de ontem, realizado pelos Bombeiros, o mesmo foi encaminhado ao IML de Blumenau para que os exames de médicos legistas confirmassem a identidade. À margem do rio Benedito, a equipe da JMV TV acompanhou os trabalhos das Polícias e Bombeiros e também a chegada do pai de Ariana, Mércio Arndt, que desde o desaparecimento da filha tem buscado informações para colaborar com a elucidação do caso. Ao avistar o corpo no rio Benedito, Mércio afirmou à delegada Stela Maris Antunes da Rosa, responsável pelo caso, que o corpo era da filha.
O pai de Ariana, Mércio Arndt, acompanhado do primo Fabrício Arndt, reconheceram as roupas, brincos, o calçado, enfim, que eram de Ariana. A confirmação à imprensa foi feita através de familiares, na tarde de ontem, às 14 horas, em frente a Delegacia enquanto aguardavam a chegada do ex-namorado de Ariana, Johny Karsten, suspeito pelo desaparecimento da jovem.
A confirmação da identidade de Ariana traz primeiramente, uma resposta à angústia da família e comunidade que seguiam há 23 dias sem notícias da adolescente. E, também, o fato de constatada a morte da garota, evidencia-se uma situação diferente para o inquérito policial, pois agora, trata-se da morte de uma pessoa.
 

MANIFESTO
Ainda pela manhã, a delegada Stela Maris Antunes da Rosa, solicitou novamente a presença do já conhecido suspeito pelo desaparecimento de Ariana, Karsten, para que comparecesse à Delegacia. Tendo conhecimento do fato, familiares de Ariana e a imprensa local e regional acompanharam a chegada de Johny Karsten, na Delegacia de Timbó, por volta das 14h30.
Familiares clamaram por justiça e pediram a prisão do jovem de 22 anos. “O mínimo que podemos querer nesse momento é a prisão dele. Ele se contradisse tanto, não confiamos mais no que ele diz”, disse a companheira de Mércio, Marli.
Johny Karsten chegou acompanhado pelo advogado, Reny Becker Filho e foi recebido por diversos repórteres que o interpelaram ainda no estacionamento. Questionado pela morte de Ariana, ele negou.
Já por volta das 16 horas, o delegado Gilberto Azevedo informou à imprensa que o jovem ainda estava aguardando para mais um depoimento e que as informações contidas no laudo do IML elucidariam outras dúvidas. Ele declarou que a prisão preventiva seria possível.
 

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui