16.4 C
Timbó
quarta-feira, 17 de julho de 2024

Polícia Militar esclarece ocorrência no grupo Purpurata em Timbó

Data:

A Polícia Militar de Timbó (PM) esclarece a ocorrência que aconteceu no Grupo Escoteiro Purpurata, na madrugada do dia 3 de julho. O crime registrado foi dano simples (detenção de um a seis meses ou multa), considerado de menor potencial ofensivo, o que não resulta na prisão do autor caso ele aceite o compromisso de comparecer ao Fórum. Assim, no dia, foi lavrado um Termo Circunstanciado.

Relato da Ocorrência:

- Publicidade -

A guarnição foi acionada via Copom para atender uma ocorrência em que, segundo o vigia do local, o alarme na sede dos escoteiros havia sido disparado. Ao chegar no local, os policiais encontraram um homem ao lado da sede, no contêiner onde trabalha um pedreiro envolvido nas obras da Unidade de Saúde, no bairro Dona Clara, em Timbó.

De acordo com o pedreiro, a moto do homem havia ficado sem combustível, levando-o a ir a pé até o contêiner para acordar o pedreiro e informar que ouviu o disparo do alarme. O vigia relatou ter notado duas portas da sede do Grupo Escoteiro Purpurata arrombadas e os cadeados danificados. O vice-presidente do grupo de escoteiros esteve no local e informou que nada foi furtado, apenas os cadeados foram danificados.

O pedreiro relatou que realmente um homem o acordou pedindo gasolina e informando que sua moto havia dado pane seca, observando também que o alarme do imóvel ao lado estava disparado. O vigia apresentou imagens do homem caminhando no pátio, que é aberto devido à obra no local, dando acesso ao contêiner.

Diante dos fatos, e por nada ter sido levado, apenas o dano nos cadeados de duas portas, a Polícia Militar (PM) lavrou o Termo Circunstanciado contra o homem, que se comprometeu a comparecer ao Fórum quando intimado. Ele também foi autuado por ter seu veículo imobilizado na via por falta de combustível e por estar com a CNH vencida há mais de 30 dias. O veículo foi removido ao pátio conveniado por não haver condutor habilitado.

A Polícia Militar de Timbó informa que está à disposição para esclarecer qualquer dúvida sobre o caso e agradece à imprensa pelo direito de resposta, sempre em busca da verdade.

Declaração do Grupo Escoteiro Purpurata:

A redação do Jornal do Médio Vale entrou em contato com Silvana Mendonça, do Grupo Escoteiro Purpurata. Segundo Silvana, um homem invadiu a sede, que possui câmera de segurança, alarme e sistema de monitoramento, pois já houve outras tentativas de furto. “Estamos alinhando com o vereador do bairro a instalação de câmeras de videomonitoramento na rodovia, pois o local é um ponto de fuga. O suspeito pode evadir-se para o bairro Dona Clara, Rodeio, ou passar pela ponte pênsil. São várias rotas de fuga”, explicou Silvana.

Após o boletim de ocorrência registrado pela PM, a moto do suspeito foi guinchada. “Ninguém foi para a delegacia, ninguém foi preso, mesmo com o flagrante. Ele estava com um facão escondido em seus pertences, e esse facão pertencia à tropa escoteira, pois tinha o nome na bainha”, destacou Silvana.

De acordo com o Comandante da Polícia Militar, Major Fábio Verdasca de Luca, o suspeito foi revistado e o facão retirado dele, mas enquanto o agente estava no local, ninguém informou que o facão era de propriedade do grupo escoteiro.

Foto – Giovani Luiz Feltrin vice-presidente do grupo Purpuratas

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui