21.2 C
Timbó
segunda-feira, 20 de maio de 2024

Nascendo em Timbó: apoio mútuo durante a gestação

Data:

Nascendo em Timbó: apoio mútuo durante a gestação

Foto: FOTOS/CLARICE GRAUPE DARONCO/JMV

“Um encontro de gestantes é uma reunião organizada para gestantes se encontrarem e compartilharem experiências, informações e apoio mútuo durante a gestação”. As colocações são da enfermeira Sanitarista e mestre em Educação e colaboradora voluntária do Nascendo em Timbó, Margot Friedmann Zetzsche.

De acordo com a profissional os encontros de gestantes podem ter uma variedade de formatos e atividades, incluindo palestras sobre cuidados pré-natais, parto, amamentação e cuidados com o bebê, sessões de alongamento, exercícios físicos para gestantes, grupos de discussão e troca de experiências entre os participantes. “Os encontros de gestantes são uma excelente oportunidade para as mulheres compartilharem suas experiências e se sentirem apoiadas durante a gravidez. Além disso, a participação em encontros de gestantes pode ajudar as mulheres a se sentirem mais preparadas para o parto e a chegada do bebê”.

- Publicidade -

Por essa razão, observa Margot, há quase 10 anos acontece no município o projeto Nascendo em Timbó que tem como principal objetivo preparar os pais e mães para o evento mais transformador na vida de uma família: o nascimento do seu filho. “O nascer de uma criança, todos na família nuclear e ampliada trocarão de lugar no mundo e no sentimento. Depois do nascimento de um filho, nunca mais somos as mesmas pessoas. Este evento do nascimento é tão transformador, que a natureza nos proporciona nove meses de espera para que possamos nos acostumar com a idéia e nos prepararmos para este grande acontecimento”, observa a profissional.

A colaboradora voluntária do Nascendo em Timbó ressalta que “Há um espaço em nosso imaginário: como será o bebê, com quem vai se parecer, como iremos educá-lo? As mães se perguntam: terei leite o suficiente? Darei conta de amamentá-lo? E meu corpo ficará muito diferente? São muitas emoções misturadas: medo, alegria, ansiedade, expectativa e um amor muito grande. Trazer um bebe ao mundo por amor e por desejo é nosso projeto e empreendimento mais transformador. Acreditamos que junto com o bebê nascerá uma mãe, um pai, um avô, uma avó, um irmão mais velho, a madrinha, os tios. Todos esperam a chegada”.

De acordo com a profissional o projeto Nascendo em Timbó tem como coordenadora a nutricionista Luize Amanda Salvador e a enfermeira Lidiane Julita Campestrini, ambas servidoras da Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social. “Estas contam com o apoio de inúmeros e dedicados profissionais, além da equipe de profissionais do setor da maternidade do Hospital e Maternidade Oase, que é nossa referência obstétrica em Timbó”.

Troca de informações

Margot destaca que nos dias 27 de fevereiro a 2 de março aconteceu a primeira edição do ano de 2023 do projeto Nascendo em Timbó que é uma iniciativa da Prefeitura de Timbó e da Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social. “Os quatro encontros aconteceram no saguão da Policlínica de Referência, no período da noite e foram debatidos temas como: A Gestação; O Parto; a Amamentação e Cuidados com o bebê”.

Destaque para a participação das profissionais do Hospital e Maternidade Oase, a enfermeira obstétrica que atua junto ao setor da Maternidade, Ederli Cristiane Tiago dos Santos e a doutora Jéssica Chaves (CRM 25266) que é médica pediatra (RQE 18966) e médica intensivista pediátrica (RQE 22075). Ambas tiveram como função apresentar o caminho da gestante dentro do Hospital e Maternidade Oase, sanar dúvidas sobre a estrutura, cuidados com a gestante e com o recém-nascido. Na oportunidade a doutora Jéssica ressaltou a importância do Hospital ter em sua estrutura uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal para atender com agilidade qualquer intercorrência que o bebê venha a apresentar ao nascer.

Ainda sobre o encontro de gestantes intitulado de Nascendo em Timbó, Margot destaca que a Organização Mundial de Saúde referencia inúmeras pesquisas que mostram que os grupos de pré-natal estão diretamente relacionados à diminuição dos riscos em geral, maiores índices de amamentação, menos eventos adversos no parto e no pré-natal, diminuição da ansiedade materna e depressão pós-parto. “Os pais estão ansiosos por aprender e se preparar para o nascimento. Os grupos são uma excelente oportunidade de encontro e troca de informações entre pares: as próprias gestantes e seus parceiros têm um momento de socialização e conversa, e a troca de informações com profissionais alinhados com as melhores diretrizes científicas (e afetivas) para a maravilhosa jornada do início da vida. A palavra afetiva é importante aqui, pois embora extrapole o caráter da técnica traz um elemento valioso e imponderável: a dedicação profissional e humana daqueles que possuem amor e comprometimento com o que fazem”.

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui